Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Policiais militares do Maranhão são presos suspeitos de invasão a fazenda no Piauí

Ainda foram apreendidos quatro veículos, um Fiat Strada, um Santana, um Gol e uma SW4, além de cinco pistolas.

Armas apreendidas com os policiais militares do Maranhão e as outras pessoas presas no Piau (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar do Piauí realizou, na segunda-feira (31), a prisão de sete policiais militares do Maranhão e mais cinco pessoas suspeitas de invasão a uma fazenda no município de Ribeiro Gonçalves, no sul do estado piauiense.

Segundo informações da Polícia Militar do Piauí, 12 homens, incluindo os policiais do Maranhão, estavam envolvidos numa confusão de disputa de terras na Fazenda Maringá. Ainda segundo a PM, eles chegaram com pistolas ao local, supostamente, a mando do proprietário de outra fazenda privada.

Na ocasião, o dono da Fazenda Maringá foi rendido pelo grupo, que teria retirado à força todos os funcionários da propriedade, mantendo um deles em cárcere privado enquanto retirava a cerca que dividia as propriedades. Depois do ocorrido, a vítima entrou em contato com a polícia, no entanto o grupo já havia se evadido do local. Após diligências nas imediações, eles foram localizados.

Sete policiais militares do Maranhão e cinco vigilantes foram presos. Com eles, a polícia apreendeu quatro veículos, um Fiat Strada, um Santana, um Gol e uma SW4, além de cinco pistolas da Polícia Militar do Maranhão. “Nós conseguimos localizar eles. Se identificaram como policiais militares do Maranhão e outros como vigilantes. Todos tiveram as armas apreendidas e foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Uruçuí, onde foi lavrado o auto em flagrante”, disse o capitão Oliveira, da PMPI.

A redação do Jornal Pequeno manteve contato com a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado, para que fossem feitos os esclarecimentos sobre o envolvimento de policiais militares do Maranhão na disputa de terra no Piauí, mas até o momento não foi dado retorno.

Carregando