Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Sobe para 4 o número de maranhenses mortos em queda da torre de transmissão de energia no Pará

Vítimas eram naturais de Santa Rita, Itapecuru-Mirim, Pastos Bons e São Mateus.

Torre de transmissão de energia caiu e deixou sete mortos (Foto: Divulgação)

Quatro maranhenses estão entre as vítimas fatais após a queda de uma torre de transmissão de energia, que estava sendo construída no Pará. O acidente aconteceu nessa sexta-feira, 16, na comunidade de Bom Jardim, entre os municípios de Anapu e Pacajá, e deixou outras quatro pessoas mortas.

Os maranhenses mortos foram identificados como Romário Santos, natural de Itapecuru-Mirim, Fagner Martins da Silva, de Pastos Bons, e Luiz Carlos Pereira, que residia na cidade de Santa Rita. A última vítima do Maranhão foi confirmada no fim da tarde deste sábado, 17, e se chamava Alex da Natividade Rodrigues, de São Mateus.

Cinco pessoas morreram no local do acidente e duas no hospital municipal, de acordo com a Secretaria de Saúde de Pacajá. A unidade de saúde teve bastante movimentação durante a tarde.

Outras 12 pessoas ficaram feridas e foram levadas para o hospital. Todas as vítimas estavam trabalhando na torre que caiu.

As autoridades em Pacajá também informaram que a torre estava sendo construída por uma empresa particular, que faz parte de um projeto para levar energia elétrica da usina hidrelétrica de Belo Monte para o estado do Amapá.

A assessoria da Norte Energia, responsável por Belo Monte, disse por telefone que a empresa não é terceirizada da concessionária.

Testemunhas afirmam que a torre ainda não estava finalizada e nem energizada no momento do acidente. Segundo os relatos, ao menos 26 pessoas estavam na torre no momento da queda.

A SKIC Brasil, empresa responsável pela obra, se manifestou em nota:

“A SKIC Brasil lamenta profundamente o acidente no Projeto Novo Estado, ocorrido nesta sexta-feira (16/07), que causou o falecimento e ferimento de alguns de seus colaboradores que trabalhavam no local.

A empresa está fornecendo todo o apoio necessário às famílias dos colaboradores falecidos e também dando toda a assistência aos feridos e seus familiares. A prioridade é auxiliar as famílias que perderam seus entes queridos, acompanhar de perto o estado de saúde dos feridos e ajudar as famílias das vítimas no que for necessário.

As atividades no local foram suspensas, e a SKIC Brasil já está contratando a perícia técnica para investigar as causas reais do acidente e dará todo apoio às autoridades na apuração do caso. A empresa informará as causas do acidente a todos os envolvidos nessa tragédia e também à imprensa assim que elas forem apuradas.

A SKIC Brasil, em toda a sua operação, desde o início, sempre atuou seguindo os padrões de segurança e as melhores práticas e normas de segurança, saúde e meio ambiente, e reitera seu compromisso com a segurança de seus colaboradores, que são a parte mais importante da companhia.”

Carregando