Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Pastora de 35 anos tem parto prematuro e morre de Covid-19

Carla Íris Ramos estava internada na Maternidade Evangelina Rosa em Teresina há quase um mês em tratamento da doença.

A pastora Carla Íris Ramos morreu por complicações da Covid-19 (Foto: Reprodução/Facebook)

Morreu na noite do último domingo (25), vítima de complicações da Covid-19, a pastora Carla Íris Ramos, de 35 anos, da Igreja das Nações, localizada no município de São Raimundo Nonato, no Sul do Piauí. Ela estava internada na Maternidade Evangelina Rosa em Teresina há quase um mês em tratamento da doença, mas acabou não resistindo.

O vice-prefeito do município, Rogério Castro, explicou que quando ela foi contaminada, estava grávida e na casa de parentes em Petrolina, no interior do Estado de Pernambuco. A pastora chegou a ser internada em São Raimundo Nonato, mas devido ao seu quadro delicado de saúde, ela precisou ser transferida para Teresina.

Segundo relatos do esposo, pastor Fernando, a pastora começou a se sentir mal e foi internada em São Raimundo. Por conta da gravidez de 31 semanas, precisou ser transferida para a Evangelina Rosa, onde realizou um parto prematuro. A criança está bem e teve alta.

A pastora apresentou uma melhora, mas sofreu algumas intercorrências durante o período do parto e foi a óbito. Ela estava internada desde o dia 30 de junho.

Em nota, a Prefeitura de São Raimundo Nonato, lamentou o falecimento da pastora, que chegou a ser velada no município por conta do vírus não estar mais ativo em seu organismo.

“A Prefeitura de São Raimundo Nonato em nome da Prefeita Carmelita Castro lamenta o falecimento de Carla Íris Ramos, que veio a óbito na noite deste domingo (25) vítima de complicações da Covid-19. Íris Ramos era pastora da Igreja das Nações, esposa do Pastor Fernando. Nesse momento de dor pedimos a Deus que conforte o coração dos amigos e familiares de Carla Íris”, diz a nota de pesar da prefeitura.

Carregando