Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Adolescente que matou três pessoas em parada de ônibus foi autuada e apreendida

Acidente aconteceu no centro de São Luís, quando a jovem perdeu o controle do carro que dirigia.

Descontrolado, o Corolla dirigido pela adolescente atropelou e matou David Ricardo, João Vitor e Maria Raimunda Lavoura (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – A adolescente de 17 anos que atropelou um grupo de pessoas, provocando a morte de três, numa parada de ônibus na Rua das Cajazeiras, em São Luís, foi autuada e apreendida pelo delegado Ronilson Moura, que estava no Plantão das Cajazeiras e atendeu à ocorrência.

O acidente aconteceu na noite de sábado (14), por volta das 20h, após a jovem perder o controle do veículo que ela dirigia, um Corolla automático, de placa OXS-4079, pertencente a um amigo dela, atropelar as pessoas e invadir uma loja.

As vítimas que morreram foram identificadas como David Ricardo Pacheco, de 13 anos, morador do bairro do Jaracati; João Vitor Pinto de Sousa, 15 (ele faria 16 ontem), morador da Liberdade, que tinham acabado de sair da igreja. Eles dois ainda foram socorridos e levados para o Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão 1, mas não resistiram aos ferimentos.

A terceira vítima foi Maria Raimunda Lavoura de Sousa, 57, que morreu ainda no local. Ela também havia saído da igreja.

Conforme informações obtidas pelo Jornal Pequeno, mais duas pessoas foram atingidas pelo veículo, uma adolescente de 15 anos, que sofreu uma fratura na perna direita; e Tiago José Feitosa França da Silva, de 20 anos, que teve uma lesão na cabeça e no tórax.

Tiago já teve alta e a adolescente segue internada. A condutora do Corolla, também, sofreu uma lesão na cabeça; foi medicada no Socorrão 1 e liberada.

DONO DO CARRO É DA MARINHA

Após ter sido medicada no Socorrão 1, a adolescente de 17 anos, moradora da Liberdade, foi levada ao Plantão Central das Cajazeiras e apresentada ao delegado Ronilson Moura. Em seu depoimento ela, que estava com mais três pessoas no veículo, confessou estar dirigindo e disse que o carro seria de um amigo seu.

A jovem foi autuada e conduzida para o Centro Socioeducativo Florescer, unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), onde segue apreendida.

Já o proprietário do Corolla, que era dirigido pela adolescente, conforme a Polícia Civil, foi identificado como Antônio Maria dos Reis, que seria militar da Marinha do Brasil e residiria no Monte Castelo. Contra ele foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), sendo dado o direito de responder em liberdade.

As investigações estão sendo realizadas pela Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), tendo à frente o delegado Gabriel Neves. A reportagem do JP tentou falar com ele, para obter mais algum detalhe sobre o caso, mas não atendeu às ligações nem respondeu às mensagens via WhatsApp.

Carregando