Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

PF prende suspeito de compartilhar material com cenas de abuso sexual infantil

A investigação também apura a possibilidade de o investigado, juntamente com outras pessoas, gravarem os abusos cometidos.

Polícia Federal deflagrou operação Arithmós 42 na manhã deste sábado em São Luís (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – A Polícia Federal cumpriu, na manhã deste sábado, um mandado de busca e apreensão e prisão preventiva contra um indivíduo por suspeita de produção, armazenamento e compartilhamento de material contendo cenas de abuso sexual infantil. A operação Arithmós 42 visa reprimir, também, crime de estupro de vulnerável.

O suspeito foi identificado a partir de informações compartilhadas pela ONG NCMEC (Nacional Center for Missing and Exploited Children), responsável por analisar casos suspeitos de armazenamento/disseminação/divulgação de conteúdo de exploração sexual infantil, por meio de provedores como Facebook, Whatsapp, Google, entre outros.

A investigação também apura a possibilidade de o investigado, juntamente com pessoas ainda não identificadas, gravarem os abusos  cometidos.

A Polícia Federal apreendeu na casa do investigado; computadores, mídias e outros materiais relacionados a abuso sexual infantil.

O investigado poderá responder por crimes como estupro de vulnerável,  assim como produção, armazenamento e compartilhamento de material contendo cenas de abuso sexual infantil. Considerando que ao menos dez estupros de vulnerável são apurados, além dos crimes previstos no ECA, a pena poderá ultrapassar 150 anos, de acordo com a PF.

 

Carregando