Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Réus são condenados por sequestro e extorsão contra gerente de banco

3 criminosos armados invadiram a casa da vítima, em Grajaú, e renderam toda a família, exigindo R$ 800 mil como resgate.

(Foto: Ilustração)

Os réus Taurino Lemos Conceição e Wesley de Alcântara Almeida foram condenados a 25 anos, quatro meses e 15 anos de prisão, em regime fechado, pela prática dos crimes de extorsão mediante sequestro, contra um gerente da agência do Banco Bradesco, sua família e empregada doméstica. O crime ocorreu no 21 de fevereiro de 2019, na cidade de Grajaú, distante 570 km de São Luís.

Por outro lado, os acusados foram absolvidos do crime de associação criminosa, devido à inexistência de provas suficientes para a condenação.

De acordo com a sentença, três criminosos, armados, invadiram a casa e renderam o gerente, sua mulher e dois filhos menores de idade, exigindo R$ 800 mil como resgate. Mais quatro bandidos se juntaram ao bando e passaram toda a noite na residência do casal, mantido sob ameaças. No dia seguinte, os meliantes renderam a empregada doméstica quando ela chegava para o trabalho.

Enquanto o gerente levantava a quantia junto ao banco, a família do gerente e a empregada do casal foram levadas para a estrada de Santa Luzia. O crime contou com a participação de outro indivíduo, que recebeu o dinheiro do resgate e dirigia uma Hilux SW4 roubada e com os números de identificação alterados.

Durante a instrução criminal foi constatado que os dois criminosos já possuíam sentenças condenatórias transitadas em julgado, sendo reincidentes no crime. Na sentença, o juiz informou que deixou de substituir a pena de reclusão por outra restritiva de direitos, tendo em vista que o crime foi cometido com emprego de violência e grave ameaça cuja pena definitiva supera o limite estabelecido para o benefício.

Carregando