Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Caseiro que matou companheira na frente do filho é condenado a 20 anos prisão 

Crime ocorreu no dia 3 de agosto de 2020, na Fazenda Axixá, localizada nas proximidades do Rio Pico, na zona rural de Riachão.

Caseiro que matou companheira foi condenado a 20 anos de prisão (Foto: Ilustração)

O Tribunal do Júri da Comarca de Riachão, distante 786 km de São Luís, condenou um homem a 20 anos de prisão pelo crime de feminicídio, ocorrido no dia 3 de agosto de 2020, na Fazenda Axixá, localizada nas proximidades do Rio Pico, na zona rural do município.

Deusvaldo Nunes de Sousa matou a sua companheira, Margareth Paulo da Silva, com golpes de faca, na frente do filho de dois anos. O Conselho de Sentença condenou o réu por homicídio qualificado, por ter cometido o crime no contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher e com recurso que dificultou ou tornou impossível a defesa da vítima.

O crime

Deusvaldo e Margareth estavam na Fazenda Axixá, quando Thiago Raimundus e Noemia, proprietários do estabelecimento, passaram a ouvir da residência dos caseiros gritos e choros infantis. As testemunhas perceberam que Margareth gritava desesperadamente por socorro, enquanto seu filho, de aproximadamente dois anos, chorava copiosamente.

Thiago dirigiu-se à porta da residência do caseiro e passou a chamar por ele, sem ser atendido pelo funcionário. A poucos metros da porta, avistou Margareth, ofegante, gritando por socorro.

Thiago buscou ajuda em uma propriedade vizinha, e retornou à sua fazenda na companhia de Odorico Nunes da Silva, adentrando na residência dos caseiros, onde encontrou Deusvaldo e Margareth caídos no chão do quarto do casal.

Ao lado do filho que ainda chorava, Margareth já não apresentava sinais vitais, enquanto Deusvaldo foi levado ao Hospital de Nova Colinas e, posteriormente, transferido para o Hospital de Balsas. Somente após ser atendido, foi preso em flagrante delito.

Carregando