Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ex-PM do Maranhão envolvido na morte de cabo do Piauí será julgado

Francisco Ribeiro é investigado por outros três assassinatos.

Foto: Reprodução

O ex-policial militar do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos Filho, será julgado nesta quarta-feira (27), no Fórum Criminal, em Teresina (PI). Ele é acusado pelo homicídio duplamente qualificado do cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel Borges, em fevereiro de 2019.

Foram arroladas seis testemunhas, entre seguranças de um colégio nas imediações de onde ocorreu o crime e um delegado da Polícia Civil do Piauí, que ia passando no momento do homicídio e deu voz de prisão ao acusado. Francisco Ribeiro é investigado em outros três assassinatos.

ENTENDA O CASO

O cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, 30 anos, levou três tiros e morreu durante uma discussão com Francisco Ribeiro. O caso aconteceu no cruzamento das ruas Cândido Ferraz com Verbenas, bairro Joquei Clube, em Teresina. Os dois estavam em motocicletas sem placas.

Samuel Borges estava indo deixar o filho na escola quando teve início uma discussão. O garoto estava na garupa. Em vídeos que circularam nas redes sociais na época do crime, seria possível ouvir a voz de uma criança informando que perdeu o pai.

A polícia buscou imagens de câmeras de segurança para ajudar nas investigações. A vítima já trabalhou na vice-governadoria do Estado do Piauí e atualmente estava lotada na Cavalaria da Polícia Militar.

Testemunhas disseram que o filho do policial piauiense ainda pediu para que Francisco não atirasse no seu pai.

O PM Francisco Ribeiro foi espancado por pessoas que presenciaram o crime e preso pela PM em seguida. Após ser preso, o suspeito declarou à polícia que o motivo do crime teria sido uma discussão sobre o trânsito, mas a versão foi descartada durante a investigação. Ele foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil.

Carregando