Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Tribunal de Justiça do Maranhão esclarece sobre suposto vazamento do edital do concurso público

Segundo o presidente do TJ/MA, foi aberta uma sindicância para apurar se houve eventual envolvimento de servidores no fornecimento de informações do mencionado concurso

Tribunal de Justiça do Maranhão abriu processo disciplinar contra servidor que assinou pesquisa para o Instituto Exata

O Tribunal de Justiça do Maranhão se manifestou, nesta segunda-feira (5), sobre um suposto vazamento do edital do concurso público que visa preencher 63 vagas para os cargos de Analista Judiciário, Oficial de Justiça e Técnico Judiciário.

Na última quarta-feira (31), antes mesmo de ser publicado no Diário Eletrônico da Justiça, cursinhos publicizaram o edital. O fato gerou repercussão, o que levou o CEO do Estratégia Concursos, professor Ricardo Vale, a emitir nota afirmando que poderia provocar o Ministério Público sobre o fato, conforme matéria publicada no portal do Jornal Pequeno. O JP ainda aguarda uma posição oficial da Fundação Carlos Chagas (FCC), banca organizadora do certame.

Eis a nota do Tribunal de Justiça sobre o caso:

NOTA OFICIAL

Tendo em vista matéria divulgada no ‘Jornal Pequeno’ sobre suposto vazamento do Edital do Concurso Público do Tribunal de Justiça do Maranhão, vimos informar à sociedade que instauramos sindicância administrativa para apurar eventual envolvimento de servidores no fornecimento de informações do mencionado concurso, esclarecendo, porém, que a tramitação do referido Edital para sua publicação oficial no Diário da Justiça Eletrônico ocorreu pelo Digidoc, sistema acessível a qualquer servidor do Poder Judiciário, sendo necessário acrescentar também que o Edital é um documento público e, portanto, não sigiloso.

São Luis, 5 de agosto de 2019

Desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos
Presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão

Carregando