Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Acusado de assassinar enteado é condenado a 21 anos de prisão em São José de Ribamar

A morte da criança aconteceu em 14 outubro de 2013, no Residencial Indaiatuba, na cidade de São José de Ribamar

(Foto: Ilustração)

A 1ª Vara Criminal de São José de Ribamar realizou na segunda-feira, 04 de novembro, o julgamento de Wellington Silva e Silva. Ele estava sendo acusado de ter cometido o crime de homicídio, por espancamento, de uma criança de apenas dois anos e dez meses de idade, que era filho de sua ex-companheira. Wellington foi considerado culpado pelo conselho de sentença e recebeu a pena de 21 anos e quatro meses de reclusão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado. A Justiça negou o direito do réu recorrer em liberdade.

De acordo com o inquérito policial, a morte da criança aconteceu em 14 outubro de 2013, no Residencial Indaiatuba, na cidade de São José de Ribamar, termo judiciário da Comarca da Ilha de São Luís. Segue relatando o inquérito policial que a criança, na referida data, deu entrada no Hospital São Domingos. Devido ao estado grave em que se encontrava, veio a falecer. O exame cadavérico apontou como causas uma ruptura duodenal e lesão no pâncreas, causadas por ação contundente.

Em depoimento, a mãe da vítima disse que o denunciado era seu companheiro, sendo que, após saber de um primeiro espancamento que a criança havia sofrido, ela teria rompido o relacionamento. Algum tempo depois, ela resolveu perdoar Wellington Silva, depois de ele prometer nunca mais fazer mal à criança.

QUEDA DE BICICLETA – Quando depôs à polícia, o acusado disse que a vítima teria caído de bicicleta e ele teria tentado reanimá-la, o que teria provocado lesões apontadas como causa da morte. Depois do acontecido, o acusado teria fugido para o Município de Rosário.

Este foi o primeiro júri da pauta divulgada pela 1ª Vara de São José de Ribamar. A unidade vai realizar, até o final do ano, mais 10 sessões do Tribunal do Júri, divididas entre os meses de novembro e dezembro. A sessão que estava marcada para acontecer nesta sexta-feira (08) de novembro, não será mais realizada.

Carregando