Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Novas unidades de saúde estão prontas para serem reinauguradas em São Luís

A requalificação das unidades integra o programa São Luís em Obras.

O prefeito Edivaldo destacou os investimentos como medida importante no processo de reestruturação da área (Foto: Agência São Luís)

Novas unidades de saúde reformadas devem ser reinauguradas no primeiro semestre de 2020, segundo a Prefeitura de São Luís. A ação, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, fortalece a rede de atenção básica e os serviços de prevenção ofertados à população. Mais de 20 obras de reforma estão em andamento na área da saúde, em diferentes estágios. As ações ocorrem por meio do programa São Luís em Obras e abrangem postos e centros de saúde, unidades administrativas, sede da escola Técnica do SUS na região Itaqui-Bacanga, prédio da Ouvidoria, entre outros.

Reforma e ampliação de serviços

A rede de atenção básica em saúde de São Luís passa atualmente pelo maior volume de obras de reformas simultâneas em anos. Em novembro de 2019, o Centro de Saúde Genésio Ramos Filho, na Cohab-Anil, foi reinaugurado, sendo a primeira unidade entregue dentre as contempladas pelo pacote de obras lançado em 2019. A unidade foi totalmente reformada, ganhou novos consultórios, equipamentos e teve a oferta de serviços ampliada.

Novas reinaugurações

Entre as unidades de saúde que deverão ser entregues já nos primeiros meses de 2020 estão o Centro de Saúde da Vila Bacanga, o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) da Alemanha, o Centro de Saúde do Quebra-Pote, Centro de Saúde Vila Sarney e o Socorrinho II, no São Francisco. Todas estão passando por obras em toda a parte elétrica, hidráulica, revisão do telhado, pintura entre outras melhorias.

Destas, os centros de saúde da Vila Sarney e Vila Bacanga tiveram suas estruturas físicas ampliadas, o que vai permitir aumentar os serviços prestados à população. Outras unidades da rede também vão passar por ampliação da estrutura física ou de serviços. Além de reformar as unidades de saúde, a gestão do prefeito Edivaldo implantou equipes volantes para fazer a manutenção das demais unidades, evitando o sucateamento da rede.

Socorrão II

Uma das principais unidades de saúde de São Luís, o Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II) também está passando por reforma, mas devido ao seu porte e à demanda de atendimentos diários os serviços estão sendo feitos ala a ala. Na unidade já foram finalizados os serviços em dois corredores e uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Os próximos setores a terem os serviços iniciados serão um dos centros cirúrgicos e a sala de recuperação pós-anestésica (RPA).

Além de reestruturar a parte física das unidades, a Prefeitura de São Luís afirma que estão sendo implementadas políticas políticas que têm garantido a diminuição no tempo de espera para atendimento, a melhoria dos fluxos internos, a diminuição das filas, a humanização do atendimento entre outros benefícios à população.

No Socorrão II, por exemplo, houve um aumento de atendimento para quase mil pacientes por mês em 2019, apesar disto, houve redução na superlotação e no tempo de atendimento. Esta redução é resultado das melhorias nos fluxos de atendimentos como parte da execução do projeto Lean nas Emergências, implantado na unidade de saúde da Prefeitura de São Luís em parceria com o Ministério da Saúde e assessoria do Hospital Sírio-Libanês. A superlotação na unidade teve redução de 72% e o tempo de espera para atendimento, que era de 4.100 minutos, passou para 680 minutos. Os resultados fizeram o Socorrão II a referência nacional no projeto.

Carregando