Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Novas unidades do IEMA beneficiarão estudantes maranhenses em 2020

O investimento ultrapassa os R$ 200 milhões aplicados nas novas unidades

Foto: Reprodução

O Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), segue investindo em um dos pilares da sociedade: a educação, e com qualidade. O compromisso da gestão estadual tem beneficiado a juventude maranhense proporcionando o acesso ao ensino ofertado pelo Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), que tem como objetivo ampliar a oferta de educação profissional técnica de nível médio no estado.

Em 2019, o Governo do Estado entregou a unidade no município em Cururupu. O instituto oferece os cursos técnicos de Manutenção e Suporte em Informática, Serviços Jurídicos, Meio Ambiente e Alimentos, atendendo às demandas da região. Além da comunidade estudantil de Cururupu, o IEMA pode dar suporte à educação de municípios próximos como Cedral, Guimarães, Serrano do Maranhão, Bacuri, Mirinzal e Apicum-Açu. Atualmente, são 320 estudantes atendidos e a previsão é que a unidade poderá receber mais de 400 alunos a partir de 2020.

Estudantes e professores estão tendo suas vidas transformadas através de iniciativas como essa. As obras entregues possibilitam que a comunidade tenha acesso à educação, capacitação profissional, além de apoiar o desenvolvimento das potencialidades locais, respeitando as características de cada região do estado. “Nós temos um compromisso com a educação técnica no Maranhão. Esse é um investimento que irá ajudar na formação de profissionais que estarão prontos para o mercado de trabalho”, ressalta o secretário Clayton Noleto.

Obras em andamento

Atualmente, são 26 unidades, entre plenas e vocacionais, em funcionamento no Maranhão. Número que aumentará com o investimento de mais de R$ 200 milhões, feito pelo Governo do Estado, que executa obras de construção e ampliação das novas unidades de ensino. Entre as obras em execução, está o IEMA em Presidente Dutra, cujo serviços estão em fase de conclusão. O local oferecerá hall, salas com estrutura adequada para ensino-aprendizagem, biblioteca, quadra poliesportiva, área administrativa, bloco de vivência, banheiros, além de guarita.

A comunidade estudantil da Baixada Maranhense também receberá uma unidade. O instituto está sendo construído na cidade de São Vicente Ferrer e contará com 12 salas de aula, cozinha industrial, ginásio coberto, auditório com capacidade para 200 lugares, laboratórios especiais e seis diversos, área de vivência e refeitório. O espaço terá a infraestrutura necessária para melhor atender a demanda dos municípios que não dispõem do ensino profissionalizante público.

A Região Tocantina também possui uma unidade em construção no município de Amarante, que beneficiará a população. As equipes trabalham, neste momento, na execução dos serviços no bloco A, cobertura do bloco B, ginásio, muro e pavimentação externa. Já em Santa Luzia do Paruá, o Governo atua na edificação do prédio do IEMA que beneficiará estudantes da Região do Pindaré.

O investimento que está sendo realizado é um compromisso assumido com a população e que garantirá que os alunos tenham maiores oportunidades na vida profissional.

Carregando