Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Jovem mata a empregada da avó e se apresenta na delegacia

Mulher foi encontrada morta com fio de chapinha enrolado no pescoço, na Santa Efigênia

Apôs os levantamentos periciais dentro da casa, o corpo de Francisca foi removido ao IML (Foto: Divulgação)

Por volta das 8h de ontem (30), Francisca Doralice da Silva, de 48 anos, foi encontrada morta dentro de uma casa, na Rua São Jorge, próximo ao Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão 2), no bairro da Santa Efigênia, em São Luís. O crime teria sido cometido pela neta da dona da casa, na qual a vítima trabalhava como empregada doméstica.

De acordo com o coronel Aritanã Lisboa, comandante do Comando de Policiamento Metropolitano 2 (CPAM 2), uma mulher identificada como Daniela da Silva Rolim, de 20 anos, foi à Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop) e informou ao inspetor Walter Vasconcelos que tinha acabado de matar Francisca, se utilizando de um fio de chapinha, enrolado no pescoço da vítima. Daniela seria neta da dona da casa onde o corpo da empregada doméstica foi encontrado.

O nome da proprietária do imóvel seria Creuza. “Foi a Decop quem passou o caso para a Polícia Militar, quando solicitou que uma viatura do 6º Batalhão fosse ao endereço informado por Daniela, e checasse a informação repassada pela suposta autora do homicídio. A guarnição já encontrou Francisca morta”, informou o coronel Aritanã.

Segundo a polícia, o cadáver da vítima estava deitado no chão da casa, e ao lado dele havia uma faca. Conforme o relatório preliminar da Polícia Civil, uma mulher identificada como Rosélia Serra Costa teria sido ouvida ontem, na Decop, como testemunha do caso. Até o início da noite dessa quinta-feira, a polícia não tinha informado a motivação do crime, pois Daniela ainda era ouvida na delegacia.

A chapinha foi recolhida e deve passar por perícia. O corpo de Francisca Doralice da Silva foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) onde deve passar por exames

Carregando