Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Emap nega caso do novo coronavírus em tripulante de navio atracado no Porto do Itaqui

Um tripulante precisou de atendimento médico e no hospital foi constatado que o mesmo sofreu um infarto

Tripulante do navio Condor Arrow sofreu um infarto e as redes sociais trataram o caso como novo coronavirus

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) negou, nesta sexta-feira (7), que um navio americano Condor Arrow, atracado no Porto do Itaqui, tenha algum tripulante com suspeita do novo coronavírus. Mais uma vez as redes sociais foram usadas para difundir notícias fakes.

Segundo a Emap, o tripulante se queixou de formigamento no braço e dor de cabeça. Seguindo o protocolo do Plano de Urgência, o tripulante foi encaminhado ao hospital UDI onde foi constatado que o tripulante tinha sofrido um infarto.

Não há, segundo a Emap, nenhum navio com suspeita do novo coronavírus.

Segue a nota da Emap

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) informa que, nesta quinta-feira (6), um tripulante do navio Condor Arrow, procedente dos Estados Unidos, precisou de cuidados médicos por apresentar dor de cabeça e formigamento no braço. O Plano de Emergência foi acionado e imediatamente o tripulante foi levado de ambulância para o Hospital UDI, onde foi constatado um infarto.

O navio atracou no Porto do Itaqui na segunda-feira (3) após obter a Certidão de Livre Prática da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que atesta não haver a bordo doenças de risco epidemiológico.

A operação do navio segue normalmente e as equipes de Saúde e Segurança da EMAP e da Anvisa estão em alerta para combater a entrada do coronavírus.

A EMAP informa, ainda, que não há suspeitas de coronavírus no Porto do Itaqui, nem, tampouco, qualquer navio isolado em nossa área primária.

O Porto do Itaqui conta com um Plano de Contingência para Assuntos de Interesse Internacional em Saúde Pública e segue as orientações da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde cabíveis aos pontos de entrada (portos e aeroportos).

Caso esse Plano de Contingência seja acionado, o navio não recebe a autorização da Anvisa para atracar e a inspeção da embarcação é feita ainda na área de fundeio. No dia 30 de janeiro, técnicos da Anvisa estiveram no Porto do Itaqui para uma reunião técnica e de alinhamento de ações de controle que estão sendo adotadas em todo o país.

Carregando