Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

GNL chega ao Maranhão para impulsionar indústrias e abastecer veículos

Segundo o CEO Global da Golar, Eduardo Antonello, o Maranhão está entre os estados prioritários na estratégia da empresa para interiorização do GNL no Nordeste

Foto: Reprodução

A Golar Power Latam assina protocolo de intenções com a Companhia Maranhense de Gás – Gasmar no próximo dia 13, em São Luís, durante o Fórum Maranhense de Distribuição de Gás Natural. Na ocasião, serão apresentadas as ações para a distribuição do GNL (gás natural liquefeito), incluindo estudo de viabilidade para uma Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseficação (FRSU) da Golar no Porto de Itaqui, e seu transporte por meio dos caminhões movidos a GNL, inéditos no Brasil.

Os veículos, importados da fabricante chinesa Shacman, fazem parte da estratégia de distribuição do GNL em pequena escala, elaborado em parceria com a empresa de logística Alliance GNLog, que terá um destes veículos em exposição durante o Fórum.

Líder mundial em GNL e sócia das Centrais Elétricas de Barcarena (Celba), no Pará, e da Companhia Termelétrica de Sergipe (Celse), em Sergipe, onde constrói o primeiro terminal privado de regaseificação do Brasil, a Golar elegeu o Nordeste para iniciar seu projeto de distribuição do GNL em pequena escala a partir de 2020.

Segundo o CEO Global da Golar, Eduardo Antonello, o Maranhão está entre os estados prioritários na estratégia da empresa para interiorização do GNL no Nordeste, onde a empresa estuda parcerias, tanto na logística, quanto no abastecimento de postos com GNV para carros e GNL para caminhões. “Enxergamos grande sinergia com as distribuidoras de gás para interiorizar o GNL em todo o Nordeste. No Maranhão, avaliamos a possibilidade de instalar um terminal de regaseificação no Porto de Itaqui onde vai funcionar o hub da operação de distribuição de GNL da Golar, propiciando maior competitividade no fornecimento de gás natural a todas as cadeias produtivas do estado”, comentou.

De acordo com o diretor-presidente da Gasmar, Deoclides Macedo, a companhia tem interesse em avaliar a aquisição para a distribuição no Maranhão do gás natural proveniente da operação de GNL da Golar.

“Nosso intuito é discutir as viabilidades da utilização do gás natural, a partir do GNL, para nosso Estado e suas potencialidades e benefícios para a economia e para a população. No evento estarão reunidas autoridades no assunto e empresários com vasto conhecimento destas potencialidades. É um momento para o Maranhão mostrar o que tem conquistado e o que pode oferecer neste ramo de negócio”, diz Deoclides Macedo.

Carregando