Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Mulher morre ao tomar forte descarga elétrica no portão de uma obra em São Luís

O vigia do prédio confessou ter feito uma ligação improvisada, o que acabou ocasionando a fatalidade

A polícia constatou a instalação elétrica irregular no local da morte (Foto: Divulgação)

Uma instalação elétrica clandestina resultou na morte de uma mulher, na noite desse domingo, 23, nas proximidades do antigo Casino Maranhense, centro de São Luís.

A vítima, identificada, como Maria de Fátima Boaes Pinheiro, encostou no portão do prédio da Junta Comercial e levou uma grande descarga elétrica, indo a óbito no local.

O prédio passa por reformas sob responsabilidade do Iphan, e uma empresa privada é responsável para executar as obras. O vigia do local realizou uma instalação elétrica irregular no portão, o que acabou ocasionando a morte da mulher.

A perícia realizada no local pela polícia constatou a eletricidade no portão e identificou a ligação clandestina.

A polícia informou que o vigia foi encontrado dormindo na parte interna da construção, e admitiu ter feito a ligação para evitar roubos na propriedade. Ele foi preso em flagrante.

A Equatorial Maranhão se manifestou sobre o acidente em nota encaminhada à imprensa: 

Sobre o incidente ocorrido na madrugada da segunda-feira, 24, na Rua Parque de Novembro no Centro Histórico de São Luís, a Equatorial Maranhão informa, que uma equipe de plantão esteve no local juntamente com uma equipe do Corpo de Bombeiros e encontraram no imóvel uma ligação clandestina nas instalações elétricas internas que eletrificava um portão de metal, fato que vitimou uma senhora identificada como Maria Boas, 56 anos.

A Equatorial Maranhão orienta que cercas elétricas somente podem ser construídas por empresas especializadas e devem seguir as mornas brasileiras, quanto aos critérios técnicos e de segurança.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão

Carregando