Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Maranhão tem rendimento domiciliar per capita de R$635,59 em 2019

Para o Maranhão, esse indicador foi de R$635,59, o menor de todas as ufs

(Foto: Ilustração)

O IBGE divulgou, hoje (28), o rendimento domiciliar per capita, referente ao ano de 2019, para o Brasil e para cada uma das Unidades da Federação. Para o Maranhão, esse indicador foi de R$635,59, o menor de todas as ufs.

Para se chegar a esse valor, soma-se o rendimento bruto nominal de todas as fontes, trabalho (fundamentalmente, salários e lucros) e não trabalho (aposentadorias, pensões, aluguéis, dividendos de aplicações financeiras etc.) capturado nos domicílios, e divide esse montante pelo total da população.

A fonte desse indicador é a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD C) que, no Brasil, investiga trimestralmente cerca de 211 mil domicílios em 3.500 municípios. No caso do Maranhão, são cerca de 12 mil domicílios visitados em 199 municípios.

Os valores do rendimento domiciliar per capita são encaminhados ao Tribunal de Contas da União (TCU), atendendo a dispositivo legal para efeito de distribuição do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) desde 2015, com grande importância para estados do Norte, Nordeste e Centro Oeste.

Unidade da Federação / Rendimento nominal mensal domiciliar per capita 2019

Brasil – 1.438,67

Rondônia – 1.136,48

Acre – 889,95

Amazonas – 842,08

Roraima – 1.043,94

Pará – 806,76

Tocantins – 1.055,60

Maranhão – 635,59

Piauí – 826,81

Ceará – 942,36

Rio Grande do Norte – 1.056,59

Paraíba – 928,86

Pernambuco – 970,11

Alagoas – 730,86

Sergipe – 979,78

Bahia – 912,81

Minas Gerais – 1.357,59

Espírito Santo – 1.476,55

Rio de Janeiro – 1.881,57

São Paulo – 1.945,73

Paraná – 1.620,88

Santa Catarina – 1.769,45

Rio Grande do Sul – 1.842,98

Mato Grosso do Sul – 1.514,31

Mato Grosso – 1.402,87

Goiás – 1.306,31

Distrito Federal – 2.685,76

Carregando