Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

João de Deus apresenta nesta sexta novo espetáculo ‘Mulheres de João’

A entrada é gratuita, mediante doação de livro de literatura à Biblioteca da Academia Ribamarense de Artes e Letras (Arial)

Professor João de Deus apresentará nessa sexta-feira o espetáculo 'Mulheres de João'. (Foto: Divulgação)

O professor titular aposentado do Departamento de Educação II da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) e artista multimídia, João de Deus Vieira Barros, apresentará o espetáculo ‘Mulheres de João – 9: as mulheres da minha rua’ nessa sexta-feira (13), 15h30, no Cine Teatro Aldo Leite do Palacete Gentil Braga (rua Grande, 782. Centro), em São Luís/MA. A entrada é gratuita, mediante doação de livro de literatura à Biblioteca da Academia Ribamarense de Artes e Letras (Arial).

Com realização do Grupo de Estudos sobre Arte, Cultura e Imaginário na Educação (Gsaci/Ufma), o evento tem apoio da Ufma, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura/Proec, via Diretoria de Assuntos Culturais/Dac, e do Projeto Aula, Voz e Espetáculo (Ave/Ufma). “Homenagearei e reverenciarei as mulheres pelo dia 8 de março e festejaremos o nosso aniversário, também em 8 de março”, disse João de Deus. Nesse ano ele homenageará as mulheres de sua rua, no sentido metafórico.

Gilberto Freyre

“A rua é a continuação da casa no sentido que lhe empresta o antropólogo Roberto da Matta, inspirado em Gilberto Freyre, o qual completaria 120 anos se vivo fosse no próximo dia 15 de março. É o lado público da existência, sendo a casa o espaço do privado. Mas, no caso do Brasil, rua e casa muitas vezes se misturam, em especial em cidades do interior do Nordeste, em que as pessoas colocam as cadeiras na porta, conversam entre si e assistem ao que se passa na rua”, afirma João de Deus.

Homenageadas

João de Deus homenageará mulheres intelectuais e cientistas, como a professora doutora Glória Ferreira, do Departamento de Geociências da UFMA e a líder comunitária e professora do ensino fundamental, Maria Santana, de São José de Ribamar. “A doutora foi a primeira professora universitária com quem tive contato na UFMA e a segunda a primeira líder comunitária que conheci na vida, já morando em São José de Ribamar”, completou o professor e artista multimídia João de Deus.

Repertório: (e as cantoras que gravaram as canções)

Como nossos pais (Elis Regina); Tigresa (Maria Bethânia); Metade (Adriana Calcanhoto); As curvas da estrada de Santos (Elis Regina). Meu grito (Nancy Barros); Lama (Nubya Lafaiette); Mel (Maria Bethânia); Foi Assim (Wanderléa); Garota Solitária (Ângela Maria); Quem de nós dois (Ana Carolina); Dio come ti amo (Gigliolla Cinquetti); Mulher eu sei (Ana Carolina) e Garoto Maroto (Alcione)

Carregando