Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Boizinho Encantado Proteção de Santo Antônio Mimo e Tambor de Crioula Proteção de Santo Antônio são duas fortes expressões da cultura maranhense

O boizinho marca presença se apresentando nos mais diversos locais, divulgando a sua cultura genuína

Fundado no ano de 1997, no dia 20 de janeiro, o Boizinho Encantado Proteção de Santo Antônio Mimo já é uma tradição da cultura maranhense. Denominado Boi de Terreiro, o boizinho marca presença se apresentando em arraiais comunitários, igrejas, associações comunitárias, escolas e em residências que pagam promessas a São João, assim como em outros terreiros ou centros de matrizes africanas do Maranhão.

Maria Jose Diniz Costa, mais conhecida como Mestre Duca, idealizadora do Boizinho (Foto: Divulgação)

Por se tratar de uma figura muito querida na comunidade, principalmente entre as crianças, Dona Maria Jose Diniz Costa, mais conhecida como Mestre Duca, nascida no povoado de São Joaquim município de São João Batista /MA, é a idealizadora do projeto, no qual a magia começa desde o mês Mariano e se estende até o fim de julho quando acontece o Ritual da Morte do boizinho.

Boizinho Encantado Proteção de Santo Antônio Mimo (Foto: Divulgação)

Quando chega a temporada junina, o centro se enche de crianças e adolescente para participarem dos ensaios, das ladainhas em louvor a Santo Antônio.

As crianças dão vida ao Boizinho Encantado Proteção de Santo Antônio Mimo (Foto: Divulgação)

Atualmente, o Boizinho Mimo de Santo Antônio possui dois CD’s gravados. O primeiro foi lançado no ano de 2016 e o segundo em 2019. As ações de divulgação do grupo são por meio de atividades que contribuem com a promoção da cultura maranhense, tais como:

  • Projetos de Formação, Desenvolvimento de Oficinas de Aprendizados nas áreas de Bordados e Confecção de Indumentárias, Batas e Caretas de Cazumbás;
  • Participação do Projeto “1º Festival de Culturas Populares da Comunidade de Jacareí”, em 2019, desenvolvido pelo Boi Linda Joia de Jacareí – Monção;
  • Participação do Encontro de Cantadores do Sotaque da Baixada realizado pelo Boi Unidos de São Bento em 2019;
  • Participação do Projeto “As Mulheres na frente do Bumba Meu Boi” realizado na Casa do Maranhão em 2019.

    Aulas na oficina (Foto: Divulgação)

Tambor de Crioula Proteção de Santo Antônio 

Em 1998, por conta de uma promessa, Mestre Duca, que para que seu irmão melhorasse de um problema de saúde, ela fundou o Tambor de Crioula Proteção de Santo Antônio.

O Tambor de Crioula Proteção de Santo Antônio (Foto: Divulgação)

Com a graça alcançada, hoje, o grupo está com 22 anos de atividades culturais intensas, e é composto por 45 componentes. O Tambor de Crioula participa todos os anos das festas de carnaval e do São João do Maranhão.

Sob os ensinamentos de Mestre Duca, o grupo realiza oficinas de aprendizados como dança, percussão e cantoria para as crianças, adolescentes e adultos da comunidade.

Oficina do Tambor de Crioula (Foto: Divulgação)

Com uma vida inteira dedicada à cultura, Mestre Duca mostra, anos após ano, que ainda tem muito a contribuir e ensinar, seja com o o Boizinho Encantado Proteção de Santo Antônio Mimo ou com o Tambor de Crioula Proteção de Santo Antônio, brincadeiras que moram no coração da comunidade, que funciona na rua Nossa Senhora Aparecida, número 10, bairro de Fátima, loteamento Areinha.

Carregando