Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Coronavírus altera rotina de passageiros e trabalhadores do transporte público em São Luís

Alguns rodoviários já usam máscaras e carregam consigo frascos de álcool em gel

O motorista Leubert Santos trabalha de máscara e carrega consigo uma embalagem de álcool em gel (Foto: Gilson Ferreira)

Desde que a Organização Mundial da Saúde(OMS) declarou a pandemia do novo coronavírus no mundo, todo Brasil vem tendo a rotina alterada nos mais variados setores. No Maranhão, mesmo sem nenhum caso confirmado da doença até o momento, a recomendação do governo do Estado não é diferente, e o pedido é para que sejam evitadas grandes aglomerações de pessoas.

A prova de que as coisas estão realmente diferentes tem sido percebida nas ruas de grande movimento de São Luís e no transporte público, deixando passageiros e rodoviários em alerta. Na manhã de ontem (18), a equipe do Jornal Pequeno esteve em alguns pontos de ônibus do centro da capital maranhense e os locais já demonstravam o “alerta ligado” pela população. Quase sempre cheias, mesmo com o vai e vem de pessoas, o cenário já podia ser considerado incomum.

A técnica de enfermagem Ana Lúcia revelou que só saiu de casa para fazer um exame, mas já estava à espera do ônibus para voltar. Atenta aos cuidados que precisa ter, a profissional da saúde destacou a importância de se proteger. “As pessoas ficam falando que ainda não chegou aqui, e é por esse motivo que temos que prevenir. Tem que lavar bem as mãos, evitar tocar nas pessoas e nos locais por onde passar, inclusive no ônibus, que é um local em que passam muitas pessoas”, declarou.

O bombeiro militar Joseniton Dias também reiterou a necessidade de se prevenir e cumprir as recomendações. “Temos que ter consciência. Eu só saí ‘rapidinho’ para comprar um remédio para o meu filho, mas é chegar em casa e lavar bem as mãos. Temos que nos defender e fazer nossa parte. Quem não está indo para escola, por exemplo, tem que entender que não são férias. É preciso seguir os procedimentos corretos”.

Enquanto esteve nas paradas, a equipe observou algumas poucas pessoas utilizando máscaras dentro dos coletivos e também enquanto aguardavam os ônibus. Uma delas foi a dona de casa Jordicélia de Jesus, que estava com sua filha de apenas 15 dias e uma irmã, em uma parada quase que deserta na Rua Rio Branco. De acordo com ela, a saída de casa foi apenas para ir ao médico. “Estamos usando a máscara para evitar qualquer coisa e, principalmente, pela bebê. Também usando bastante o álcool em gel para garantir as mãos sempre limpas”, disse.

Vale destacar que, desde a terça-feira (17), as aulas das escolas da rede municipal, estadual e privada, nas Universidades Ufma e Uema, e nas faculdades particulares, foram suspensas. A determinação, claro, tem refletido também nas ruas mais tranquilas em toda cidade.

MOTORISTAS ATENTOS À PREVENÇÃO

Responsáveis pelo transporte de centenas de pessoas diariamente, os motoristas de transporte coletivo e vans declararam estar atentos e se prevenindo durante o trabalho. O motorista José Ferreira garantiu que tem feito sua parte, e seguido o que precisa ser feito para evitar o contágio da doença. “Toda vez que chego ao final da linha, lavo minhas mãos com sabão e uso álcool em gel que carrego comigo”, frisou.

Já o motorista Leubert Santos, da linha São Francisco/ Rodoviária, tem sido ainda mais cuidadoso. Enquanto dirigia, ele usava uma máscara no rosto e ao lado do volante também estava o álcool em gel; que, segundo ele, tem sido usado bastante durante o trabalho. “A máscara, ganhei de uma passageira; e o álcool em gel, eu mesmo comprei. Pego dinheiro de passageiros, estou em um ônibus com ar-condicionado e que entra bastante pessoas, então preciso ter esses cuidados”, explicou.

Ambos os motoristas destacaram a diminuição no número de passageiros também desde a segunda-feira (16). Segundo eles, isso também tem refletido nos valores arrecadados no final do dia, o que comprova de fato que as pessoas têm seguido as recomendações de só saírem quando for realmente necessário.

SET diz que redobrou os cuidados de higiene nos ônibus

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luis (SET) informou, por meio de nota, que está seguindo as orientações da Prefeitura de São Luís para redobrar os cuidados básicos de higienização no interior dos ônibus.

Ainda conforme o SET, além da limpeza diária já feita nas garagens das empresas, serão implementadas higienizações extras que serão realizadas nos cinco Terminais de Integração durante o dia. “Estamos, no momento, na fase de contratação e treinamento de equipes especializadas para a realização desse trabalho, o qual será iniciado já na segunda-feira (23)”, acrescentou.

O sindicato destacou também a importância do comportamento e consciência de quem utiliza o transporte coletivo. É importante tossir usando o braço da forma correta, não circular se estiver com sintomas de gripe e no caso extremo de precisar circular doente, usar máscaras dentro dos ônibus e evitar contato próximo, em especial junto a idosos.

Também é recomendado que, ao entrar nos coletivos, os usuários evitem ao máximo pegar em corrimãos, sempre se higienizando antes e após a utilização dos coletivos. As dependências dos Terminais de Integração possuem banheiros, que estão sendo limpos e higienizados com uma maior frequência, a título de prevenção, garantiu o SET.

No que tange aos colaboradores, o SET explicou que as empresas já estão circulando informações de como redobrar a higiene pessoal e não manter trabalhando empregados com sintomas de gripe.

Carregando