Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Produção agrícola do Maranhão aumenta 8,5%, segundo a Conab

A soja continua sendo a cultura com maior volume de produção, seguida do milho.

O aumento é consequência da ampliação da área plantada (Foto: Divulgação)

Apesar das proibições impostas pelo poder ao setor produtivo como estratégia para conter a pandemia de coronavírus, o Maranhão deverá registrar um aumento de 8,5% na colheita de grãos na safra 2019/20, segundo estimativa divulgada nesta quinta-feira (09) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De acordo com o levantamento, o aumento é consequência da ampliação da área plantada, de 1,572 milhão para 1,609 milhão de hectares, bem como da produtividade, que variou de 3.152 a 3.342 quilos por hectare. A soja continua sendo a cultura com maior volume de produção, seguida do milho.

Confira o desempenho de cada cultura em toneladas: Soja – 3,105 milhões Milho – 2,004 milhões Arroz – 151,8 mil Algodão – 103,9 mil Feijão – 29,7 mil

BRASIL

Segundo a Conab, em todo o Brasil, os agricultores seguem as atividades dentro da normalidade, com adoção dos cuidados recomendados pelo Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS), além de continuar com os tratos culturais, como adubação e aplicação de defensivos no período recomendado. Com isso, a estimativa brasileira da produção de grãos passou de 251,9 milhões de toneladas para 251,8 milhões de toneladas.

A queda total foi de cerca de 100 mil toneladas, mantendo ainda níveis recordes de colheita, como indicado pelo 7º Levantamento da Safra divulgado nesta quinta-feira (9) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Este volume deve ser registrado em uma área total cultivada de 65,1 milhões de hectares.

A soja e o milho são os produtos que impulsionam o bom resultado. A oleaginosa deve apresentar uma produção de 122,1 milhões de toneladas. O maior desempenho já registrado da cultura acontece mesmo com os problemas climáticos ocorridos no Sul do país, sobretudo no Rio Grande do Sul.

Nas demais regiões, o clima favoreceu e, aliado ao crescimento na área de 2,7% em relação à última temporada, a soja segue como um dos principais produtos da safra.

CULTURAS

Além de milho e soja, algodão, arroz, feijão e sorgo devem registrar incremento na produção, o que influencia positivamente no número final da safra brasileira.

No caso do arroz, este aumento acompanha uma queda de plantio do grão em área sequeira. Mas este movimento é seguido também de uma maior proporção do cultivo da cultura em áreas irrigadas, que geram maiores produtividades. Aliado a isso, o contínuo investimento do rizicultor em tecnologias permite a manutenção da produção, ajustada ao consumo nacional.

O algodão também deve apresentar a maior produção já registrada na série histórica, com uma colheita estimada em 2,88 milhões de toneladas da pluma do grão, influenciada pelos grandes investimentos no setor e pela expansão de área cultivada, aliada às boas condições climáticas encontradas nas principais regiões produtoras.

Carregando