Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

OMS recomenda redução ao acesso a bebidas alcoólicas durante pandemia

A OMS destacou que o consumo de álcool não protege da covid-19

Consumo de bebidas alcoólicas causa danos à saúde e provoca comportamentos de risco, segundo a OMS. (Foto: © Agência Brasil)

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendou na 3ª feira (14.abr.2020) que líderes mundiais adotem medidas para limitar o consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo a organização, o excesso de álcool pode agravar ou causar problemas a saúde mental e física, aumentar comportamentos de riscos e violência. Por ano, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas causa 3 milhões de mortes por ano, ⅓ delas na Europa, diz a OMS.

Carina Ferreira-Borges, gerente do Programa de Álcool e Drogas Ilícitas da OMS diz que “Durante a pandemia do COVID-19, deveríamos nos perguntar realmente quais os riscos que corremos ao deixar as pessoas presas em suas casas com uma substância prejudicial tanto em termos de saúde quanto nos efeitos de seu comportamento sobre os outros, incluindo a violência”.

ÁLCOOL E CORONAVÍRUS

A OMS destacou que o consumo de álcool não protege da covid-19. “Medo e desinformação geraram 1 mito perigoso de que consumir bebidas com forte teor alcoólico podem matar o novo coronavírus. Não é verdade”, disse.

Uma ficha técnica chamada de “Álcool e COVID-19: o que você precisa saber” que aborda mitos e fornece orientação, foi produzida pela organização.

Carregando