Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ensino do Maranhão terá apoio da Fundação Lemann e da Imaginable Futures durante a pandemia

O objetivo é fortalecer a aprendizagem dos estudantes no período em que se encontram fora das escolas

Videoconferência entre representes da Seduc, Fundação Lemann e da Imaginable Futures (Reprodução)

O Maranhão está entre as 12 redes de ensino no Brasil escolhidas pela Fundação Lemann e a Imaginable Futures, organizações filantrópicas que compartilham o compromisso com a educação pública de qualidade no Brasil, para receber apoio técnico ao ensino remoto durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). O objetivo é fortalecer a aprendizagem dos estudantes no período em que se encontram fora das escolas, estruturando e viabilizando ações de ensino remoto junto ao estado e aos municípios.

Nessa quinta-feira (16), foi realizada uma videoconferência entre representantes da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), da Fundação Lemann e da Imaginable Futures para traçar estratégias e cronograma de ações.

A princípio, as redes de ensino selecionadas receberão o suporte técnico ao longo de dois meses, com possibilidade de renovação, dependendo do desenrolar da pandemia. O apoio será personalizado conforme o cenário e as necessidades específicas de cada rede e o planejamento das ações será feito com a participação das equipes das duas instituições.

A primeira fase será o diagnóstico junto à Seduc e a cada escola, quando os gestores escolares responderão um formulário sobre como seus alunos estão recebendo as ações de ensino à distância e o que precisa mudar para melhorar o processo.

“Receber essa parceria de duas instituições renomadas como a Lemann e a Imaginable Futures, diz muito para nós, porque é um reconhecimento ao esforço do Maranhão para garantir o ensino e aprendizagem, também, nesse momento de pandemia”, disse a secretária adjunta de Aprendizagem da Seduc, Nadya Dutra, que participou da videoconferência.

“Isso é motivador porque é hora de reunirmos forças para garantir não só o fluxo de aprendizagem de atividades, mas, também a saúde mental dos estudantes, assim como um retorno onde nós possamos, da maneira mais célere possível, recuperar os conteúdos e os dias letivos para reduzir ao máximo o prejuízo com os alunos fora das salas de aula”, destacou Nadya Dutra.

Por meio de parceria com a Assembleia Legislativa do Maranhão, desde o dia 30 de março, a Seduc está transmitindo, via TV Assembleia, aulas para estudantes das redes estadual e municipais de ensino, com conteúdos voltados para os Ensinos Fundamental e Médio, com todas as aulas também sendo disponibilizadas no canal do YouTube da Seduc. Além disso, a maioria das escolas também buscou diferentes plataformas para garantir o ensino remoto e reduzir o prejuízo com os estudantes fora das salas de aula.

Carregando