Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo recomenda antecipação de formatura de alunos da área da Saúde para auxílio no combate à Covid-19

Considerando o cenário de enfrentamento à Covid-19 no Maranhão, a SES enviou ofício para a UFMA, UEMA e Ceuma

Alunos de Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia terão suas formaturas antecipadas (Foto: Divulgação)

O Governo do Maranhão segue adotando medidas para enfrentar a pandemia do novo coronavírus no estado. Uma das mais recentes estratégias foi anunciada pelo governador Flávio Dino durante entrevista coletiva on-line, nesta segunda-feira (27), que é a recomendação de antecipação da formatura dos alunos da área da Saúde.

Diante da necessidade de profissionais, o Ministério da Educação (MEC) flexibilizou regras para a antecipação da formatura em cursos como Medicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia, desde que cumprida 75% da carga horária prevista para o internato médico ou estágio supervisionado.

Considerando o cenário de enfrentamento à Covid-19 no Maranhão, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) enviou ofício para as universidades Federal do Maranhão (UFMA), Estadual do Maranhão (UEMA) e a Universidade Ceuma, instituições que possuem cursos nessas áreas, recomendando as providências necessárias para a antecipação da formatura desses estudantes para o início do mês de maio.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula, explica a necessidade dessa ação. “A medida é justificada por conta da rápida expansão hospitalar. Em todo o Maranhão, já foram criados, só no âmbito da rede estadual, mais de 600 leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19. Havendo assim um evidente descompasso, dentro do sistema de saúde, entre a abertura de novos leitos e o número de profissionais disponíveis para atendimento aos pacientes”, disse.

A estudante do último período do curso de medicina da Universidade Ceuma, Natália Daniela, fala da importância do adiantamento das formaturas e sobre a vontade de ajudar no combate à pandemia. “Tomo a liberdade de falar por minha turma; estamos devidamente preparados para ajudar neste combate, mesmo sabendo que o cenário não é favorável e bastante incomum para todos. Temos a bagagem necessária para atuar. Temos, ainda, o mais importante: o gás, o entusiasmo e a juventude para ajudar em um momento tão delicado que nos exige responsabilidade e compromisso. Estamos satisfeitos e ansiosos com nossa convocação”, ressaltou a estudante.

Essa é mais uma das medidas que estão sendo adotadas para enfrentar o crescimento dos casos no estado. “O aumento da oferta de profissionais na área da saúde vai nos possibilitar um melhor auxílio no combate à pandemia causada pelo novo coronavírus”, afirmou Carlos Lula.

Carregando