Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Hospitais particulares de São Luís pedem bloqueio total na circulação de pessoas

Todos os hospitais da rede particular de saúde estão operando no limite. Não há mais leitos disponíveis em UTIs em muitos deles

Foto: Reprodução

O Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casa de Saúde de São Luís (Sindhosp) e o Hospital São Domingos pediram nesta quarta-feira (29), por meio de ofício encaminhado ao Governo do Estado, que seja decretado o bloqueio total na circulação de pessoas na Grande Ilha. Segundo o ofício, o setor hospitalar privado da capital não possui mais capacidade de atender aos casos de Covid-19.

No ofício, o Hospital São Domingos destacou que “está atuando no limite de ocupação dos leitos de internação e UTI destinados ao tratamento da COVID-19. Em razão disso, esse nosocômio sugere ao Governo do Estado do Maranhão a adoção de protocolos de emergência mais restritivos, como por exemplo o “lockdown” (bloqueio total de circulação de pessoas)”.

Já o Sindicato afirma que “os números atuais ultrapassam a capacidade de atendimento da rede de saúde privada que, em condições normais, sempre esteve à disposição da população com disponibilidade, eficiência e competência habituais” e diante dessa situação “nos encontramos na iminência de colapso de atendimento nas redes de saúde – tanto pública quanto privada –, havendo estabelecimentos de saúde hoje sem condições de atendimento, pelo que solicitamos que sejam urgentemente estudadas, planejadas e implementadas medidas preventivas mais enérgicas, com vistas a desafogar as condições de atendimento curativo da população atingida por essa grave enfermidade da Covid-19 em respeito à saúde e à vida humanas”.

Confira AQUI o ofício encaminhado pelo Hospital São Domingos

Confira AQUI o ofício encaminhado pelo Sindhosp

Carregando