Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Maranhão tem taxa de mortalidade por coronavírus abaixo da média nacional

O Ministério da Saúde aponta que a taxa de letalidade da doença no Brasil gira na casa de 7%

O Maranhão tem registrado taxa de mortalidade menor que a dos outros estados (Foto: Divulgação)

As curvas de casos confirmados por coronavírus e mortes decorrentes da doença seguem em alta no Brasil e em diversos países. Mas o impacto não é igual para todos. O Maranhão, por exemplo, tem registrado taxa de mortalidade menor que a dos outros estados brasileiros.

Enquanto o Ministério da Saúde aponta que a taxa de letalidade da doença no Brasil gira na casa de 7%, o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) revela que a taxa de letalidade no Maranhão é de 5,92%. A taxa de letalidade é a proporção entre o número de infectados e o de mortes pela enfermidade.

Apesar de o Maranhão se aproximar dos três mil casos confirmados do novo coronavírus, a taxa de letalidade abaixo da média brasileira é fruto do conjunto de medidas adotado pelo Governo do Estado para ampliar a rede de tratamento. Antes do período pandêmico a rede estadual de saúde contava com 252 leitos (clínicos e de UTI). Hoje esse número mais do que dobrou e o Maranhão agora conta com 735 leitos clínicos e de UTI para tratar pacientes com a infecção.

Os últimos 50 leitos estão sendo entregues nos próximos dias, no Hospital Nina Rodrigues. As obras seguem em ritmo acelerado. Só em São Luís, que concentra o maior número de casos e de mortos pela Covid-19, o número de leitos clínicos e de UTI subiu de 160 para 486 nas últimas semanas.

A abertura de leitos exclusivos para pacientes infectados pelo novo coronavírus, o aluguel de pelo menos três hospitais particulares, a abertura de novos leitos (de UTI, clínicos e de enfermaria) em cidades estratégicas como São Luís, Imperatriz, Coroatá, Timon e Chapadinha, e a aquisição de mais de 200 respiradores e 200 mil máscaras cirúrgicas são algumas das ações estaduais que vêm dando resultado. Até o fechamento desta reportagem o Maranhão atingira a marca de 600 pessoas curadas da Covid-19.

DESEMPENHO PROPORCIONAL

O Maranhão também segue com um dos melhores desempenhos proporcionais do Brasil no número de teste realizados, com quase sete mil, até o momento. Apesar dos esforços, há risco iminente do sistema de saúde colapsar. “Precisamos ter um sentimento coletivo de que a taxa de contágio está sendo maior que a capacidade dos hospitais. Não há sistema hospitalar no planeta que consiga resistir a isso. Tem países mais ricos que o nosso que não conseguiram suportar a demanda. Por isso, é importante que as pessoas se convençam, definitivamente, disso. A sociedade deve se engajar”, disse o governador, em entrevista nessa quarta-feira (20).

RESPIRADORES

Ontem, 29, o governador anunciou em suas redes sociais a chegada de mais respiradores e voltou a pedir que a população siga as medidas preventivas recomendadas por profissionais de saúde do mundo inteiro.

Carregando