Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo faz balizamento e marcação para evitar aglomerações em agências da Caixa na Ilha

A ação visa evitar as aglomerações que marcaram o pagamento do auxílio emergencial durante toda a semana passada

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Governo trabalharam para organizar as filas (Foto: Divulgação)

Para evitar as aglomerações que marcaram o pagamento do auxílio emergencial durante toda a semana passada, o Governo do Estado montou uma força-tarefa, no fim de semana, para balizar e marcar as filas nas agências da Caixa Econômica Federal na Ilha de São Luís.

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Governo trabalharam, diuturnamente, durante o sábado e o domingo para organizar as filas nas agências bancárias e evitar as cenas de aglomerações que foram recorrentes em todo o Brasil.

“O governador Flávio Dino determinou que fosse feita uma estrutura para garantir uma logística para que as pessoas estejam a dois metros de distância e tenha uma melhor organização nas filas da Caixa”, disse o secretário de Governo Diego Galdino, informando que, ao total, as equipes estiveram em 17 agências fazendo esse trabalho.

Bombeiros civis vão organizar filas

A partir de terça-feira (05), 200 bombeiros civis estarão atuando nas agências da Caixa, visando organizar o atendimento, sob coordenação do Corpo de Bombeiros do Maranhão. Eles atuarão nas cidades que integram a Ilha de São Luís, que são os municípios que apresentam maior número de casos confirmados e óbitos por coronavírus.

A atuação do Governo do Estado surge em razão da falta de providências do Governo Federal para resolver o problema. “Depois vamos cobrar da Caixa o ressarcimento ao Governo do Estado, uma vez que a obrigação jurídica é deles”, afirmou o governador Flávio Dino.

Carregando