Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Movimento no transporte público cai 85% e mostra adesão popular às medidas do lockdown, afirma Governo do Estado

A suspensão total de serviços não essenciais e redução da circulação na região tiveram início no dia 5 e prosseguem até dia 14 deste mês

(Foto: Jeferson Stader)

O Governo do Estado afirma que houve redução de 85% na circulação de passageiros no sistema de transporte público da Região Metropolitana de São Luís. O índice, segundo o Governo, é reflexo das ações de fiscalizações, monitoramento e educativas e constata a contribuição da população no cumprimento das medidas determinadas pelo lockdown. O índice é fruto de levantamento realizado em parceria com as prefeituras da Grande Ilha. A suspensão total de serviços não essenciais e redução da circulação na região tiveram início no dia 5 e prosseguem até dia 14 deste mês.

No transporte urbano, de circulação nos municípios, e também no semiurbano, de circulação entre os municípios, foi registrada a redução de passageiros. No urbano, a média diária de passageiros, que era de 470 mil, caiu para 70 mil, indicando 85% de queda de movimentação neste sistema. No semiurbano, a média de 170 mil por dia diminuiu para cerca de 26 mil, representando 84,4% de menos movimentação. Ou seja, de uma média de 600 mil passageiros nos dois sistemas, com o lockdown diminuiu para, aproximadamente, 90 mil, gerando a redução geral de 85%.

 

População está contribuindo no cumprimento do lockdown (Foto: Carlos Pereira)

Segundo a MOB, no transporte semiurbano uma série de medidas são realizadas, como o transporte apenas de passageiros sentados nos coletivos, redução do número de ônibus, permanência das janelas abertas e antes de cada viagem é feita limpeza dos veículos com água e sabão ou álcool 70%. Equipes da SMTT, com o apoio da Polícia Militar, seguem com barreiras nos principais pontos de tráfego.

Quem está em deslocamento em carros particulares ou no transporte coletivo precisa comprovar que trabalha em atividades essenciais ou está a caminho de supermercados ou unidades de saúde, por exemplo. Por meio do Centro de Controle de Operações do Trânsito, da SMTT, é observada em tempo real toda a movimentação dos principais corredores viários da cidade. da capital.

As fiscalizações cobrem ainda o comércio de serviços e produtos não essenciais, que deve permanecer fechado; mercados, que precisam cumprir regras para evitar a transmissão do novo coronavírus; e a circulação de pessoas, que deve ser restrita. O objetivo do bloqueio é fazer com que seja cumprido o isolamento social e reduzir a curva de casos da Covid-19.

Carregando