Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo entrega hospital de campanha e ambulatório para casos de Covid-19 em Bacabal

A estrutura é resultado da parceria com o município e disponibilizará 30 leitos, sendo 25 de enfermaria e 5 de UTI

Hospital fará o acolhimento de pacientes com classificação moderada da doença (Foto: Julyane Galvão)

Dando continuidade ao trabalho de ampliação da rede assistencial contra o novo coronavírus, o Governo do Estado entregou mais um hospital de campanha e ambulatório, desta vez na cidade de Bacabal. A estrutura é resultado da parceria com o município e disponibilizará 30 leitos, sendo 25 de enfermaria e 5 de UTI. Para abertura da unidade, o Governo disponibilizou médicos, equipamentos e medicação.

O Hospital de Campanha de Bacabal será responsável por fazer o acolhimento de pacientes com classificação moderada da doença.

Também no hospital de campanha, o ambulatório especializado para atendimento a casos da Covid-19 ofertará exames de eletrocardiograma, hematológicos, bioquímicos e de imagem (raio-x completo com processadora), além da dispensação de medicamentos aos pacientes com quadro leve da doença. Ambas as estruturas estão instaladas na antiga Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

Para dar conta da demanda, o hospital contará com equipe de cerca de 200 profissionais, formada por médicos intensivistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, farmacêuticos, assistente social e maqueiros. Logo depois de entregue, o hospital iniciou os atendimentos.

Estrutura é resultado da parceria entre governo e município (Foto: Julyane Galvão)

A unidade receberá pacientes regulados do Hospital Municipal Veloso Costa, porta de entrada para os casos suspeitos. Ao todo, são 62 leitos, destes, 30 são exclusivos para coronavírus no centro de saúde municipal. Por dia cerca de 150 atendimentos são realizados.

O Hospital Regional Drª Laura Vasconcelos, que pertence à rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), continuará trabalhando na recepção de pacientes considerados graves. Atualmente, a unidade estadual está com 24 pacientes clínicos e 5 em UTI. Aqueles que apresentarem complicações no quadro de saúde serão colocados na regulação e transferência para hospitais de alta complexidade da capital.

Carregando