Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Nascido na “Ilha Rebelde”, Jornal Pequeno completa 69 anos

Jornal Pequeno celebra 69 anos de muitas lutas e compromisso com a verdade

Ribamar Bogéa, fundador do Jornal Pequeno (Foto: Reprodução)

Em pleno fenômeno da Ilha Rebelde, o Jornal Pequeno nasceu, sonho realizado pelo jornalista José Ribamar Bogéa, que se popularizaria como Zé Pequeno, enquanto o matutino ganharia, mais do que fama, o respeito e o carinho do povo maranhense, como O Órgão das Multidões.

A História dá como certo que àquela época, todos os matutinos, em São Luís, eram vinculados a partidos ou grupos políticos. Como honrosa exceção, o Jornal Pequeno começou a firmar-se, seguindo a concepção de independência do seu fundador, significando muitas lutas para manter-se em pé e seguir em frente com o idealismo de bem-informar, em defesa das causas populares.

Ribamar Bogéa foi consagrado por sua integridade por colegas de profissão, da altura de Salvador José de Lima, que publicou: “A história do jornalismo maranhense tem em José Ribamar Bogéa as suas expressões mais elevadas. Ele tinha em comum o respeito aos princípios da honorabilidade, não confundia seus deveres de jornalista com subserviência aos interesses dos poderosos. Sabia valorizar com alto espírito de honestidade o seu verdadeiro papel de profissional da informação em seu relacionamento com as autoridades. Em seus trabalhos, escrevia a notícia, a reportagem e o artigo baseados em fatos, independentemente de interesses pessoais. Por outro lado, não era simplesmente agressor gratuito ou por interesses contrariados. Para ele, o que importava, acima de tudo, era verdade, como lema fundamental da sua profissão!”

Sem sombra de dúvida, o JP, unha e carne com seu fundador, evidenciava as falhas dos gestores públicos, já muito à vista da decepção do anseio popular, que não era beneficiado com as políticas públicas, como dizia o poeta e jornalista Carlos Cunha, em termos civilizados, sem, cair na espiral da vulgaridade. As acusações sempre a serviço de carrear melhores condições para a população mais pobre, essencialmente. Afinal de contas, encarnava, com todas as letras, a bandeira hasteada de “Mantido pelo Povo do Maranhão!”

O JP também abriu espaços para a Cultura, como Páginas Literárias. Ribamar Bogéa participou ativamente de Movimento Ecológico, ao lado do poeta e professor Nascimento Morais Filho, em defesa grandiosa da causa pelo meio ambiente da Ilha.

Com essa incumbência, cerrando fileira, em prol da Cultura e do Turismo, como forma de dotar a nossa gente de mais possibilidade de ganhos e de autoestima, surgiu o JP Turismo, semanário do Jornal Pequeno, criado há 25 anos. Sempre com muita luta, para alcançar a vitória, que, igualmente, é do Povo Maranhense! Temos história, com passado relevante, presente de firmeza e futuro à vista, combatendo o bom combate ensinado pelo  seu fundador,  para celebrar, com honra ao mérito, os 69 anos do Jornal Pequeno!

Carregando