Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Dr. Gutemberg alerta sobre riscos da obesidade infantil

Segundo dados do Ministério da Saúde, 12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas e 18,9% dos adultos estão acima do peso.

Dr. Gutemberg Araújo fez um alerta sobre os riscos da doença (Foto: Divulgação)

No Dia da Conscientização contra a Obesidade Mórbida Infantil, celebrado neste 3 de junho, o médico e vereador Dr. Gutemberg Araújo utilizou as suas mídias sociais para fazer um alerta sobre os riscos da doença e os cuidados necessários para combater esse mal, que afeta milhares de crianças no mundo.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 12,9% das crianças brasileiras de 5 a 9 anos são obesas e 18,9% dos adultos estão acima do peso. Para combater a doença, Dr. Gutemberg destacou que os pais devem dar o exemplo e seguir uma alimentação equilibrada, já que crianças seguem exemplos.

“Para os pais que estão em home office, devido a pandemia do novo coronavírus, esse pode ser um momento ideal para se aproximar da criança e desenvolver hábitos saudáveis. Aproveite para criar com seus filhos receitas divertidas e nutritivas com frutas e legumes. Também crie o costume de sempre beber água e brinquem com seus filhos. Vamos gastar energia”, aconselha Dr. Gutemberg.

Preocupado com a saúde das crianças maranhenses, Dr. Gutemberg elaborou duas Leis que instituem: a ‘Semana de Combate à Obesidade Mórbida’ e o ‘Programa Municipal de Prevenção e Controle da Obesidade em crianças e adolescentes’.
.
No ano passado, a Câmara Municipal de São Luís também aprovou o Projeto de Resolução 014/19, de autoria do Dr. Gutemberg Araújo, para criar a ‘Frente Parlamentar de Combate à Obesidade’. A ideia é promover debates com diversos segmentos da sociedade, envolvendo temas como: alimentação, atividade física, qualidade do sono, além de diálogos com as famílias e escolas.

Dr. Gutemberg, que é médico cirurgião do aparelho digestivo, lembrou ainda que a obesidade causa várias doenças crônicas: diabetes, colesterol alto, hipertensão ou cardiopatias, doenças respiratórias, além da possibilidade de desenvolver cinco vezes mais o câncer.

Carregando