Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Esquema criminoso que movimentou R$ 90 milhões do tráfico de drogas é alvo de operação da Polícia Federal no MS e Maranhão

O grupo criminoso é investigado pelos crimes de evasão de divisas, organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato

Operação da PF apreendeu dinheiro, cartões e anotações da quadrilha (Foto: PF/Divulgação)

Um grupo criminoso está na mira da Polícia federal por suspeota de lavar R$ 90 milhões do tráfico de drogas. Segundo a PF, a quadrilha alega que o dinheiro era destinado para estudantes de medicina na Bolívia. Os alvos de operação estão localizados no Mato Grosso do Sul e no Maranhão.

A PF cumpriu cinco mandados de prisão e cinco de busca e apreensão, na cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, fronteira com a Bolívia, e em Imperatriz/MA. A operação já apreendeu, até o momento, computador, cartões bancários, bloco de anotações, celulares e uma quantia em dinheiro de valor não informado.

O grupo criminoso é investigado pelos crimes de evasão de divisas, organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato (pela suspeita de envolvimento de um funcionário público no esquema).

A engrenagem do crime

De acordo com as investigação da PF e Receita Federal, o grupo realizava saques em agências bancárias de Corumbá e, com o dinheiro em mãos, depositava em casas de câmbio de Puerto Quijarro e Puerto Suarez.

Os investigadores verificaram que o dinheiro sacado era proveniente do tráfico de drogas e que o esquema foi feito durante quatro anos, movimentado R$ 90 milhões. Foi descoberto ainda que o grupo abria empresas de fachada para fazer circular o que era arrecadado com o crime.

Os alvos da operação, denominada “Hipócrates” em referência ao filósofo grego pai da medicina, também tiveram bens móveis e imóveis apreendidos, contas bloqueadas e empresas fechadas. As ordens judiciais foram expedidas pelo Juízo da 3ª Vara Federal de Campo Grande.

Carregando