Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Novos pontos de higienização contra o coronavírus serão instalados na Grande São Luís

As estruturas com lavatório e sabão líquido serão colocadas em feiras e mercados da capital

Estruturas contam com lavatório e sabão líquido, além de orientações sobre a correta lavagem das mãos (Foto: Gilson Teixeira)

Mais 20 pontos para higienização das mãos serão instalados em espaços públicos da Grande São Luís, integrando o projeto Mãos Sempre Limpas, do Governo do Estado. A ação tem como foco oferecer estrutura para higienizar as mãos em áreas de grande circulação de pessoas e, assim, minimizar os riscos de contágio pelo novo coronavírus. A instalação dos novos pontos será na próxima semana. Outros pontos de higienização já estão disponíveis nos terminais de integração.

“Esse trabalho é mais um no conjunto de esforços do Governo do Estado para que possamos combater e prevenir esta doença e diminuir seus efeitos. É uma medida simples, mas de grandes resultados e que tem adesão da população. Mais pontos serão instalados, ampliando o projeto e facilitando a mais pessoas a higienização das mãos”, pontua o secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Raimundo Reis.

As estruturas com lavatório e sabão líquido serão colocadas em feiras e mercados nos bairros Maiobão, Parque Vitória, Vila Embratel, Anil, Vila Palmeira, Primavera/Cohatrac, Cidade Operária, Coroadinho, João Paulo e Feira do Peixe. O aparato também será colocado na rede do programa Restaurante Popular no Anjo da Guarda, Coroadinho, São Francisco, Liberdade, João de Deus, Cidade Olímpica; além de pontos na Associação dos Artesãos do Bom Jesus, esquina do Liceu Maranhense, Maternidade Benedito Leite, UPA do Vinhais, sempre próximo às calçadas, para servir o público em geral.

Os espaços possuem lavatórios com água limpa, sabão líquido e informações sobre o modo correto de lavar as mãos. Os pontos contam com encanação, água e esgoto próprio do local, onde podem ser utilizados de forma permanente. Esta etapa do projeto tem apoio da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema). A ação é recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e tem como objetivo principal garantir às pessoas o acesso a um método eficaz e barato de prevenção ao novo coronavírus.

Carregando