Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Homenagens a São João são marcadas pela ausência das brincadeiras juninas em São Luís

O dia dedicado ao principal santo das festas de junho contou com missa virtual e carreata pelas ruas do centro de São Luís

Devido à pandemia o largo da Igreja de São João não contou com a concentração das brincadeiras juninas (Foto: Gilson Ferreira)

Devido à pandemia da Covid-19, a festa de São João deste ano ocorreu nessa quarta-feira (24) de forma diferente, sem missa campal, e sem as brincadeiras juninas na porta da igreja do santo, localizada na Rua da Paz, em São Luís. Ontem, apenas um dos dois atos litúrgicos foi presencial, realizado das 8h às 9h30, dentro da igreja, seguindo medidas preventivas de combate ao coronavírus.

Já no período da tarde, a celebração ocorreu de forma virtual, com direito a uma carreata por ruas do centro da capital maranhense. O padre Leonardo Hellmann foi quem celebrou a missa presencial. Na porta da igreja, uma pessoa estava com um vidro de álcool 70% atento a aplicar o produto nas mãos de quem quisesse entrar no santuário de São João Batista, para participar do ato litúrgico.

Mesmo com essa medida, e com o uso obrigatório de máscara, a mesma pessoa que aplicava o álcool 70% nas mãos dos fiéis, fazia o controle no acesso à igreja, gerando até uma pequena fila, e orientava as pessoas as se manterem distantes dentro do templo religioso.

São João Batista seria para os católicos maranhenses o santo mais popular de todos os santos. Já o padre Leonardo Hellmann declarou que São João Batista é o santo mais conhecido no mundo inteiro.

“São João Batista preparou o caminho para a chegada do ‘Salvador’, que era esperado por todo o povo de Israel, isso o torna especial”, declarou o padre Leonardo.

No Maranhão, São João Batista tem uma ligação com as festividades juninas, incluindo tambores de bumba meu boi, fogueira, e danças; e, por isso, nos anos que antecederam 2020, costumava existir apresentações folclóricas e distribuição de comidas típicas no pátio da Igreja de São João Batista.

Para a aposentada Maria Lourdes Fonseca, fez falta este ano o mingau de milho, após a missa. “Mesmo assim, não vamos deixar de celebrar São João Batista, que é um santo poderoso, e que ele interceda por nós, junto de Deus, e que nossas vidas sejam salvas, nos livrando do mal que é este coronavírus, que a ciência encontre logo o remédio para combater a Covid-19”, disse Maria de Lourdes.

“Não tenhas medo. Acreditemos, pois Deus é maior. Você que está recolhido na sua casa, não tenha medo. Cuide-se, use sua máscara, pratique o distanciamento mesmo quando a igreja estiver aberta, vamos observar todas as orientações da Saúde, pois não vamos salvar apenas as nossas vidas, mas também a dos outros”, a mensagem do padre Leonardo Hellmann, dita ontem por ele após a missa matinal, para a festa de São João Batista, dedicada a quem estaria com as esperanças abaladas, devido aos casos de Covid-19, no Maranhão.

CARREATA E MISSA VIRTUAL

Por volta das 16h, estava marcada a missa virtual também celebrada pelo padre Leonardo Hellmann e que seria transmitida por meio do YouTube e Instagram. Já às 17h, ocorreria a carreata.

“O andor já está preparado e nós teremos uma pequena banda em um carro de som, para que possamos cantar e animar o nosso povo, durante a carreata. As pessoas que moram nas ruas do Centro, como a Rua de Santana e Rua de São João, podem ficar nas portas de suas casas, para assistirem os carros passando”, informou o padre.

O ponto de partida da carreata seria o pátio em frente à igreja, na Rua da Paz.

Carregando