Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Cabana do Sol diz que restaurante da Litorânea “será reaberto em breve”

Estabelecimento rebate informações repassadas ao Jornal Pequeno pelo presidente da Abrasel

Cabana do Sol disse que o Jornal Pequeno publicou fake news, ao noticiar que sua unidade da Litorânea está fechada, e, em “Direito de Resposta”, afirmou que o restaurante da Litorânea SERÁ ABERTO EM BREVE (Foto: Gilson Ferreira)

O restaurante Cabana do Sol, por meio de sua assessoria jurídica, procurou o Jornal Pequeno, com pedido de direito de resposta para se posicionar sobre as informações publicadas na edição de quarta-feira (8), na matéria intitulada “Gosto amargo da pandemia: Pelo menos 30% dos restaurantes e bares fecharam as portas no Maranhão”, que gerou a manchete de capa “Cabana do Sol e Veneto entre 30% dos restaurantes e bares que fecharam as portas no MA”.

No texto, enviado via e-mail e assinado pelos advogados Sandro Silva de Souza e Luiz Márcio Souza Mendes Matos, o Cabana do Sol rebate as informações que foram repassadas pelo presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Gustavo Araújo.

A seguir, o “direito de resposta” do Cabana do Sol.

“Como sabido, na edição do Jornal Pequeno de nº 26824, veiculada no dia 08/07/2020, foi publicada matéria de capa intitulada “CABANA DO SOL E VENETO ENTRE 30% DOS RESTAURANTES E BARES QUE FECHARAM AS PORTAS NO MA“, oportunidade em que se noticiou o fechamento da unidade do Restaurante Cabana do Sol situada na Avenida Litorânea, ocasionando mais de cem demissões. Acontece que referida notícia é totalmente inverídica, consistindo em clara “Fake News”.

Na realidade, importa mencionar, que, na cidade de São Luís, o “Grupo Cabana do Sol” conta com três empresas, sendo que em função das adequações necessárias impostas pela Administração Pública, visando o (sic) combate ao Coronavírus/ Covid-19, a unidade estabelecida na Avenida Litorânea (Cabana VIP) somente será reaberta em breve.

Ademais, válido observar que desde o início da Pandemia, considerando todas as empresas do grupo, foram sessenta e nove demissões realizadas, que, infelizmente, tiveram que ser feitas, de modo que também não é verdadeira a informação lançada em referida matéria, no sentido de que mais de cem postos de trabalho foram extintos por conta do fechamento do restaurante localizado na Avenida Litorânea, que, como dito, não aconteceu.

Veja que, apesar de a matéria apontar que tal informação foi dada pelo presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), Sr. Gustavo Araújo, por certo que, pela gravidade do seu teor, deveria ter sido checada diretamente com a direção do estabelecimento, o que não aconteceu, ensejando todos os constrangimentos experimentados pelo “Grupo Cabana do Sol”, bem ainda, propagando fatos inverídicos, o que representa a desinformação aos próprios leitores deste periódico.

Importante ressaltar que referida notícia, além de surpreender negativamente o “Grupo Cabana do Sol”, causou-lhe aborrecimentos, constrangimentos, até mesmo abalo em sua credibilidade e imagem, junto a clientes, colaboradores e fornecedores, visto que, de uma hora para outra, sem saber exatamente o que acontecia, foi obrigado a esclarecer que tudo não passava de uma “Fake News”, já que nada do noticiado era verdadeiro.

Daí que, com esteio no artigo 5º da Constituição Federal e na Lei nº 13.188/2015 (que rege a matéria), para que tais danos não se perpetuem, se pugna pela devida veiculação do direito de resposta ou retificação da matéria inverídica publicada, tanto na forma impressa do periódico, como em todas as suas redes sociais, esclarecendo ao público em geral que a unidade do “Grupo Cabana do Sol” situada na Avenida Litorânea (CABANA VIP) não fechou, tampouco demitiu mais de cem funcionários (como noticiado erroneamente), estando apenas passando pelas adequações devidas, para que em breve possa voltar a atender a seus clientes com toda a segurança exigida nos tempos atuais, lembrando que tudo deve ser feito com o mesmo destaque, publicidade, periodicidade e dimensão da matéria equivocada que a ensejou.

Sendo só para o momento, Advogado Sandro Silva de Souza OAB/MA 5.161 Advogado Luiz Márcio Souza Mendes Matos OAB/MA 8.699”

NOTA DA REDAÇÃO

O Jornal Pequeno esclarece que todas as informações publicadas na referida matéria foram repassadas pelo presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Gustavo Araújo, que foi procurado pela reportagem por ser a pessoa que está à frente da entidade que representa o setor de bares, restaurantes e lanchonetes no Maranhão; portanto, com FÉ PÚBLICA E TOTAL PROPRIEDADE PARA FALAR SOBRE A ATUAL SITUAÇÃO PELA QUAL PASSAM TAIS ESTABELECIMENTOS, DIANTE DA CRISE PROVOCADA PELA PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS.

O Jornal Pequeno reforça, ainda, que todas as conversas entre a repórter que assina a matéria e o presidente da Abrasel foram devidamente gravadas e mostram, claramente, Gustavo Araújo afirmando, de forma categórica, que o Cabana do Sol fechou sua unidade da Avenida Litorânea, ressaltando, inclusive, que foram demitidos entre 159 a 169 funcionários.

Quanto à afirmação do restaurante, em seu direito de resposta, de que a matéria teria noticiado uma fake news (notícia falsa), informação que foi amplamente divulgada nas redes sociais do Cabana do Sol, ainda na quarta-feira (8), o Jornal Pequeno reitera que sua equipe de reportagem esteve na unidade da empresa, localizada na Avenida Litorânea, e constatou que o estabelecimento não está em funcionamento.

Ainda sobre se tratar de fake news, não é o Jornal Pequeno, mas o próprio Cabana do Sol que diz, em seu ‘direito de resposta’, que “A UNIDADE ESTABELECIDA NA AVENIDA LITORÂNEA (CABANA VIP) SOMENTE SERÁ REABERTA EM BREVE”. Portanto, ESTÁ FECHADA, SIM.

Por fim, o Jornal Pequeno esclarece que sua reportagem, ainda na terça-feira (7), manteve contato com a mesma pessoa que enviou o direito de resposta à redação, identificada como Lenilza Menezes, em número de celular fornecido pelo presidente da Abrasel, a pedido da repórter que assina a matéria. A senhora Lenilza, por sua vez, passou uma imagem com vários telefones, orientando que mantivesse contato com aqueles que fossem de celular (não de fixos). A ligação foi feita para o (98) 99116- 5457, que se encontrava destacado, tendo a pessoa, que seria funcionária do restaurante, garantido que os responsáveis pelo Cabana do Sol dariam retorno à repórter, o que não aconteceu até o fechamento da matéria, no período da noite.

Carregando