Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Mais quatro suspeitos de participação na morte dos pais de Cléber Verde são presos em Turiaçu

A tese de crime de latrocínio foi reforçada com a prisão dos últimos envolvidos, de acordo com a polícia

Os pais do deputado Cleber Verde foram assassinados em Turiaçu (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil do Maranhão realizou a prisão de mais quatro suspeitos de envolvimento no assassinato dos pais do deputado maranhense Cleber Verde, ocorrido no último dia 14 de julho, na fazenda do casal, em Turiaçu.

Maria das Graças Cordeiro Mendes e Jesuíno Cordeiro Mendes foram mortos após o bando invadir a fazenda em busca de armas para roubar. A tese do crime de latrocínio foi reforçada com a prisão dos últimos envolvidos, de acordo com o delegado Guilherme Campelo, Superintendente da Polícia Civil no Interior.

“Com as últimas prisões, colhemos mais detalhes da dinâmica de como ocorreu o crime e identificar os envolvidos. Os elementos que a polícia já tinha foram reforçados com as diligências ocorridas. Tivemos mais indícios que reforçam a linha de investigação em torno do bando, suspeito de vários assaltos na região, liderado por Fabinho, que tombou em confronto com a polícia no dia seguinte ao crime”, detalhou o delegado.

Na operação ocorrida na manhã desta quinta-feira, foram cumpridos quatro mandados de busca e quatro mandados de prisão, na zona rural entre os município de Turilândia e Turiaçu.

Os presos foram levados para interrogatório na Delegacia de Pinheiro.

O Caso

Maria Graça Cordeiro Mendes, de 70 anos, mãe do deputado federal maranhense Cleber Verde (Republicanos), foi atingida com golpes de arma branca, além de uma paulada na cabeça, após um bando invadir a fazenda que a vítima morava com o marido, em Turiaçu/MA, no povoado Limão.

O corpo do marido, Jesuíno Cordeiro Mendes, que estava desaparecido, foi encontrado nas primeiras horas da manhã do dia 15/07, nas proximidades da fazenda. O pai do parlamentar foi encontrado morto com marcas de tiros.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança do Maranhão, o bando invadiu fazenda em busca de armas.

Carregando