Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Universitário é baleado por policiais militares em Balsas

O rapaz teria sido confundido com assaltante e levou tiros no braço, cabeça, coxa e testículos

Rodolfo Ernesto Szepainski Junior teria sido confundido com assaltante (Foto: Divulgação)

Um universitário, identificado como Rodolfo Ernesto Szepainski Junior, de 30 anos, foi baleado diversas vezes por policiais militares, na noite de quarta-feira (23), na cidade de Balsas. Os PMs o teriam confundido com um assaltante, no momento em que ele trafegava em uma motocicleta, no bairro Veneza.

A vítima foi atingida com disparos no braço, cabeça, coxa e testículos. Uma ambulância do Corpo de Bombeiros prestou socorro e o estudante foi levado para o Hospital Municipal Dr. Rosy Kury, onde segue hospitalizado, mas sem risco de morte.

Em um áudio que circula nas redes sociais, Rodolfo relatou toda a situação e alegou que foi surpreendido pelos tiros quando voltava para casa. “Eu só senti os tiros atrás de mim. Fiquei desesperado sem saber de onde vinha. Aí, caí da moto na ribanceira, e eles continuavam atirando em mim sem parar”, pontuou.

Ainda segundo o rapaz, ele conseguiu correr e voltou a ser atingido na coxa. No momento que caiu, um dos policiais teria desferido, de perto, um tiro na direção do seu rosto. “Derrubei o policial, e consegui correr em direção ao povo, já pedindo socorro. Graças a Deus, já tinha muita gente, se não eles tinham me matado. Eles perguntavam por drogas, armas e me chamavam de vagabundo”, revelou.

Os militares que participaram da ocorrência foram identificados. De acordo com a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado e o caso está sendo investigado.

“Os policiais foram ouvidos e a vítima prestará depoimento ainda nesta semana, no hospital. Estamos tentando identificar testemunhas e outras diligências estão sendo realizadas, a fim de confirmar ou refutar as versões apresentadas”, explicou o delegado Fagno Vieira, titular da Delegacia Regional de Balsas.

POLICIAIS APRESENTAM VERSÃO DIFERENTE

Os três policiais militares alegaram, segundo informações obtidas pelo Jornal Pequeno, que Rodolfo Ernesto teria fugido durante a abordagem e, ainda, realizou disparos contra a guarnição.

Conforme os PMs, eles foram informados sobre uma tentativa de roubo no bairro Bacaba. Durante patrulhamento, disseram ter avistado um homem, em um Titan Vermelha, camisa preta e mochila nas costas, mesmas características do suspeito da ação criminosa. Nesse momento, os policiais teriam usado sinais luminosos e sonoros com pedido de parada ao motociclista, que não obedeceu às ordens e fugiu pela MA-140.

Após perder o controle da moto, ele teria seguido a pé, sacado uma arma de fogo e atirado na direção da guarnição, que revidou. Com Rodolfo, de acordo com os PMs, foram localizados um revólver calibre 32, com três cartuchos deflagrados e três intactos. A arma e a moto foram apresentadas na 11ª Delegacia de Balsas.

O Jornal Pequeno pediu um posicionamento oficial da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), por meio da Secretaria de Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), mas até o momento ainda não obteve resposta.

Carregando