Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Disputa de terra pode ter causado a morte do fazendeiro que teve o corpo queimado em Grajaú

Solon da Silva e seu vaqueiro foram assassinados e depois tiveram os corpos queimados

A Polícia Civil investiga se a morte de Solon Alves da Silva, ocorrida na terça-feira (28), na cidade de Grajaú, foi motivada por disputas de terra na região do povoado Sabonete, naquele município. O fazendeiro e o vaqueiro João Paulo Machado da Silva, que trabalhava com ele, foram assassinados e tiveram seus corpos queimados, dentro de um carro em uma estrada vicinal.

O fazendeiro Solon da Silva pode ter sido morto devido a disputas de terra (Foto: Divulgação)

Segundo informações do delegado regional de Barra do Corda, Márcio Coutinho, uma das linhas de investigação seria um conflito de terra no qual o fazendeiro estaria envolvido, na localidade em que o duplo homicídio foi cometido.

Ainda de acordo com o delegado, já foi possível verificar que houve disparos de arma de fogo, mas, somente após os resultados dos laudos da perícia poderá ser dito como os dois foram mortos.

Fazendeiro Solon da Silva e seu acompanhante foram mortos e depois tiveram os corpos queimados (Foto: Divulgação)

No momento do crime, as vítimas estavam a caminho da fazenda denominada Jagatá, de propriedade de Solon, em uma caminhonete, modelo Hilux, que ficou completamente destruída após os suspeitos atearem fogo.

Carregando