Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Obras na casa que abrigará Instituição de Longa Permanência de Idosos de São Luís estão em fase final

O espaço oferecerá serviços como dormitórios separados; salas para atividades coletivas e de vivência, entre outros, para um total de 20 idosos

Obras na casa que abrigará primeira Instituição de Longa Permanência de Idosos da capital estão em fase final

Nos próximos meses, São Luís terá a primeira Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI) da capital, localizada no bairro Olho d’Água. A unidade, cujas obras de reforma estão na etapa final, será destinada a pessoas com idade a partir de 60 anos, com diferentes necessidades e graus de dependência.

A unidade será destinada a idosos que não dispõem de condições para permanecer na família ou para aqueles que se encontram com vínculos familiares fragilizados ou rompidos, em situações de negligência familiar ou institucional, abusos, maus-tratos e outras formas de violência, ou com a perda da capacidade de autocuidado.

Nesta etapa da obra de adequação da casa em que funcionará a instituição, a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), em conjunto ao Instituto Pobres Servos da Divina Providência, parceiro da Prefeitura de São Luís que vai gerir a casa, estão realizando os acabamentos necessários para inauguração, prevista para setembro.

Os responsáveis pela instituição também estão buscando autorizações junto aos órgãos sanitários para que a unidade possa funcionar em conformidade aos padrões necessários, inclusive aos que estão sendo preconizados por organizações internacionais, nacionais e estaduais, em razão da pandemia.

Quando inaugurado, o espaço oferecerá serviços como dormitórios separados; salas para atividades coletivas e de vivência, entre outros, para um total de 20 idosos (10 homens e 10 mulheres). Os acolhidos terão à disposição uma equipe multiprofissional, que será composta por assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, técnicos de enfermagem; cuidadores sociais, entre outros. Vale lembrar que a Semcas já realizou concurso – o segundo de sua história – para recrutar profissionais capacitados que prestarão serviços na ILPI.

Carregando