Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia prende dois suspeitos de participação na execução do PM maranhense em teresina

“Diabão do Promorar” foi o segundo acusado a ser preso após o crime, e a polícia ainda busca um terceiro envolvido

Dois suspeitos de participação na execução do soldado da Polícia Militar do Maranhão, identificado como Frantiaiallo Gonçalves Pereira Silva foram presos. O primeiro foi capturado por um policial militar do Piauí, que estava à paisana, no bairro São João, que fica a 300 metros do local onde ocorreu o crime. O indivíduo foi identificado somente como “Diabão do Promorar”.

Um dos suspeitos presos foi identificado como “Diabão do Promorar” (Foto: Divulgação)

O segundo suspeito foi preso no início da noite, por volta das 18h, nas proximidades da Avenida Miguel Rosa, na zona sul de Teresina. O carro utilizado pelos três envolvidos, um Fiat Uno branco, também foi localizado; assim como a possível arma utilizada no crime. A polícia segue realizando buscas para prender o terceiro suspeito.

O Caso

O soldado da Polícia Militar do Maranhão, Frantiaiallo Gonçalves Pereira Silva,  foi executado com tiros no peito, na tarde dessa sexta-feira, 28, na Avenida João XXIII, no bairro São Cristóvão, na zona Leste de Teresina.

Soldado PM foi executado a tiros em Teresina (Foto: Divulgação)

Segundo informações da polícia piauiense, três indivíduos, utilizando um Fiat UNO, se aproximaram da vítima, que estava parado próximo à sua motocicleta, esperando a noiva sair do trabalho, e efetuaram pelo menos dois disparos à queima-roupa. Em seguida, fugiram sem levar nenhum pertence do soldado.

Minutos após o crime, um policial à paisana, que estava próximo ao local, capturou um dos suspeitos de envolvimento na morte do PM. Diligências foram iniciadas para capturar os outros dois envolvidos de participação no homicídio, a, assim poder esclarecer as razões do assassinato.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU foi acionado, mas ao chegar no local a vítima já estava sem vida. O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa – DHPP, a Polícia Militar e o Instituto Médico Legal – IML também estiveram no local para isolar a área e realizar a remoção do corpo.

Frantiaiallo Gonçalves Pereira Silva era lotado no 16º Batalhão da Polícia Militar do município de Chapadinha, no Maranhão.

Carregando