Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

O coração gera campo eletromagnético

O coração também tem memória. Ele apreende, recorda e percebe

Foto: Reprodução

O coração humano possui um conjunto de 40 mil neurônios, o que o torna sensível podendo, a partir de suas percepções, alterar o comportamento, influenciando todos os sistemas e órgãos do corpo, inclusive o cérebro.

O coração também tem memória. Ele aprende, recorda e percebe porque possui, assim como o cérebro, neurônios, gânglios, neurotransmissores, proteínas e células de suporte, com as mesmas funções que as do cérebro.

Os cientistas do Instituto HeartMath pesquisaram a interação cérebro x coração e como isso afeta a consciência e a forma pela qual percebemos o mundo. O coração gera um campo eletromagnético conforme o que sentimos e este campo pode ser medido até vários metros de distância do corpo humano.

Se uma pessoa está sentindo emoções positivas como gratidão, amor ou apreciação, o coração gera um grande campo eletromagnético. Estas emoções positivas criam benefícios fisiológicos em seu corpo, impulsionando o sistema imunológico. Em contrapartida, emoções negativas podem criar um caos no sistema nervoso. Além disso, o coração tem um sistema de neurônios que ao serem enviados ao cérebro podem afetar as nossas experiências emocionais.

Quando você passa por um estresse maior que 6 segundos isso debilita o sistema autoimune por até 6 horas. Da mesma forma, as emoções positivas como alegria, gratidão, compaixão e amor incondicional podem restaurar todo o sistema a partir do coração com a respiração consciente.

Respirar de forma consciente conecta o coração à razão. Equilibra o sistema nervoso e auxilia o estado de neutralidade. Permita esvaziar para sentir e deixar o coração se expressar na sua melhor versão.

Patrícia Rabêlo Bogéa de Matos
Fisioterapeuta
Esp. Microfisioterapia, Leitura Biológica, Terapia Manual, Terapia Crânio Sacral e Psych-k

Carregando