Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Terceiro envolvido em morte de soldado no Ipem São Cristóvão “tomba” em confronto com a PM

Suspeito identificado como Playboy foi baleado ao trocar tiros com as forças policiais na cidade de Peri-Mirim

“Playboy” foi baleado durante confronto com policiais militares e não resistiu (Foto: Divulgação)

Morreu durante confronto com a Polícia Militar, na noite de segunda-feira (28), na cidade de Peri-Mirim – na Baixada Maranhense, o terceiro suspeito de envolvimento no latrocínio do qual foi vítima o policial militar Ricardo Sousa Pinheiro, ocorrido no bairro Ipem São Cristóvão, em São Luís, na última quinta-feira (24).

Vanderson dos Remédios Costa Almeida, conhecido como “Playboy”, teria sido localizado em uma casa, no povoado Deserto. De acordo com a Polícia Militar, informações repassadas ainda no domingo pelo Serviço de Inteligência da PM já apontavam que o suspeito estava no município.

Por volta de 21h da segunda-feira, os policiais se deslocaram até o esconderijo de Vanderson. Ainda conforme a PM, assim que chegaram ao local, as equipes foram recebidas a tiros. Os policiais reagiram e conseguiram atingir o suspeito, que foi socorrido e levado ao hospital da cidade, mas não resistiu. Com ele, foram apreendidos um celular e um revólver calibre 38, com quatro munições deflagradas.

Vale lembrar que os outros dois participantes do crime também morreram. Wilker Chavier Silva foi alvejado pelo soldado Ricardo e morreu no local. Já Neyvison Canindé Carvalho, de 21 anos, não resistiu depois de ser baleado durante confronto com a PM, em uma chácara localizada na Estrada do Santana, no bairro da Cidade Olímpica, horas depois do latrocínio.

O CRIME

Na noite da última quinta-feira (24), por volta das 19h, na Rua 39, do bairro Ipem São Cristóvão, o soldado Ricardo Sousa Pinheiro estava chegando à residência de sua mãe, quando sofreu uma tentativa de assalto. Durante a troca de tiros, conseguiu alvejar um dos autores, que morreu no local.

Segundo informações da polícia, de dentro do carro, um Celta vermelho, o comparsa atirou e acertou o militar duas vezes na região do tórax. Ele ainda chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal Dr. Clementino Moura, o Socorrão 2, mas não resistiu aos ferimentos.

Carregando