Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Brasil vence o Peru de virada em Lima

Neymar balança a rede três vezes, ultrapassa Ronaldo Fenômeno e torna-se o segundo maior artilheiro da história da Seleção.

Neymar marcou três vezes contra o Peru (Foto: Divulgação)

O Brasil levou sustos, mas contou com Neymar inspirado em noite histórica em sua carreira para bater o Peru nesta terça-feira, pela segunda rodada das Eliminatórias, de virada em Lima. A Seleção esteve atrás no placar por duas vezes, mas contou com três gols de seu camisa 10 para fazer 4 a 2 e manter o 100% de aproveitamento na competição. Richarlison, Carrillo e Tapia também balançaram as redes.

O Brasil tem os mesmos seis pontos da Argentina, mas lidera as Eliminatórias por levar a melhor no saldo de gols, primeiro critério de desempate: 7 a 2. O Peru estaciona com apenas um ponto em dois jogos, na oitava posição. Os próximos adversários brasileiros, em novembro, são Venezuela (c) e Uruguai (f), enquanto os peruanos têm pela frente Chile (f) e Argentina (c).

O jogo

O Peru conseguiu abrir o placar rapidamente, logo aos cinco minutos, em chute de fora da área de Carrillo após rebatida de Marquinhos, que saiu por lesão pouco depois – Rodrigo Caio entrou em seu lugar. Os goleiros trabalharam uma vez cada até o primeiro empate brasileiro. Neymar foi puxado na área e converteu pênalti aos 27. O camisa 10 balançou a rede mais uma vez antes do intervalo, mas o lance foi anulado por conta de impedimento de Richarlison pouco antes.

Na volta do intervalo, Weverton foi acionado em bom chute de Trauco logo no começo, e o Peru voltou a ficar à frente do placar com Tapia aos 13. Ele bateu de fora da área e contou com desvio em Rodrigo Caio para ampliar. Mas o Brasil foi buscar novo empate rapidamente, com Richarlison. Ele completou quase em cima da linha após desvio de cabeça de Firmino em cobrança de escanteio. O VAR demorou, mas validou o lance depois de análise de possível impedimento.

Os gols que deram a vitória ao Brasil saíram após três substituições de Tite. Firmino, Coutinho e Renan Lodi saíram para as entradas de Everton Cebolinha, Everton Ribeiro e Alex Telles. Aos 34, Neymar sofreu e converteu nova penalidade máxima – para muita reclamação dos peruanos -, e aos 37 completou para rede após Everton Ribeiro acertou a trave. Ainda sobrou tempo para Zambrano ser expulso – com revisão do VAR – por acertar o rosto de Richarlison com o braço.

Carregando