Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Nova onda de Covid-19 em Salvador ‘pode ser avassaladora’, diz secretário de saúde

100% dos leitos de enfermaria infantil para coronavírus na capital baiana estão ocupados, e mais 10 vagas serão ofertadas.

O secretário pediu que a população continue seguindo os protocolos sanitários (Foto: Divulgação)

O secretário de saúde de Salvador/BA, Leo Prates, afirmou que uma segunda onda da covid-19 na cidade “pode ser avassaladora”. Ele comentou a ocupação de 100% dos leitos de enfermaria infantil para coronavírus na capital baiana, dizendo que mais 10 vagas serão ofertadas.

Prates disse que o sistema foi robustecido com o trabalho em parceria do estado e prefeitura, durante a pandemia, mas a pressão é grande. Ele afirmou que muitas pessoas que não fizeram acompanhamento de doenças neste ano por conta da covid-19 estão chegando em situações graves às UPAs.

“Tivemos muita gente que não se cuidou (durante a pandemia), temos crescimento de pacientes vasculares graves, principalmente nas UPAs, e coronarianos também. Crescimento do número de infartos é uma coisa impressionante”, citou o secretário.

“Vamos ter um sistema sofrendo pressão enorme por outras doenças com gravidade, e se uma segunda onda vier vamos ter uma pressão sobre sistema de saúde de quem tem coronavírus. A situação do sistema público de saúde para uma segunda onda é mais frágil do que tivemos na primeira onda. Porque temos um número de pacientes bem maio”, explicou.

O secretário pediu que a população continue seguindo os protocolos sanitários. “Sigam protocolos, evitem aglomeração, faço apelo aos candidatos que sigam os protocolos. Precisamos da participação de todos, principalmente os que têm como responsabilidade liderar a sociedade”, disse, falando de aglomerações em eventos políticos.

Carregando