Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

HTO celebra três anos de bons serviços prestados à população maranhense

A unidade de saúde chegou ao seu terceiro ano de funcionamento com mais de 10 mil cirurgias ortopédicas realizadas.

O Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão (HTO) celebrou três anos de atividades nesta terça-feira, 27, com muitos motivos para comemorar. A unidade de saúde chega ao seu terceiro ano de funcionamento com mais de 10 mil cirurgias ortopédicas realizadas.

HTO celebrou 3 anos de funcionamento (Foto: Divulgação)

Diretores e funcionários se reuniram ao lado do secretário de estado da Saúde, Carlos Lula, que representou o governador Flávio Dino, para cortar o bolo em homenagem à data.

“A criação do HTO é fruto da preocupação da gestão do governador Flávio Dino em oferecer o melhor para a população e ampliar o acesso aos serviços públicos de saúde. A decisão assertiva de implantar o HTO permitiu a transformação de mais de 10 mil vidas. Muitas pessoas chegam com dores e limitações nos seus movimentos e depois podem voltar a realizar suas atividades. Possibilitar esse bem-estar às pessoas é o objetivo do nosso trabalho na saúde”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Secretário Carlos Lula celebrou a marca com funcionários e diretores (Foto: Divulgação)

O HTO se consolidou como referência estadual no atendimento de casos de média e alta complexidade. É responsável por realizar mais de 350 cirurgias por mês, transformando vidas a cada procedimento.

O médico ortopedista da unidade, Dr. Newton Gripp, destacou a atuação da unidade de saúde em prol da população maranhense.“O HTO conseguiu a excelência de ser o hospital mais bem avaliado do estado dentre os públicos e privados com 97% de aprovação. Nossa filosofia é focar o hospital dentro da necessidade do paciente, no bem-estar dele e na resolução do problema o mais rápido possível. A nível de SUS, em termos de atendimento, qualidade de serviço médico e fornecimento de material, o HTO não deve para nenhuma outra unidade de qualquer outro estado do país”, frisou.

O HTO funciona por meio de regulação, ou seja, os pacientes precisam ter encaminhamento de outras unidades de saúde. É o que acontece com os pacientes oriundos do Socorrão II. Com 44 leitos, sendo 10 deles de UTI e três centros cirúrgicos, a unidade tem demanda de um hospital de grande porte

Carregando