Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Operação prende 65 suspeitos de crimes contra mulheres no Maranhão

Ação policial foi realizada de segunda a quinta-feira, em todo o território maranhense.

Suspeito conduzido por policial civil durante operação (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil prendeu 65 pessoas, em todo o estado do Maranhão, suspeitas por crimes ligados à violência contra mulheres. A operação denominada Salve Marias ocorreu de segunda-feira (26) a quinta-feira (29), e também cumpriu mandados de busca e apreensão nas cidades de Imperatriz, Cururupu e Açailândia.

Na tarde de ontem, durante coletiva à imprensa, a coordenadora das Delegacias da Mulher do estado, delegada Kazumi Tanaka; o delegado-geral adjunto operacional, Danilo Veras; e o superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI), Jorge Pacheco, apresentaram os dados da operação.

De acordo com Pacheco, 35 das prisões foram flagrantes e 30 em cumprimento a mandados de prisões preventivas. Na Grande Ilha de São Luís, foram cumpridos mandados pelos crimes de lesão corporal, estupros de vulneráveis e por descumprimento de medidas protetivas, além de seis prisões em flagrante.

O maior número de prisões em flagrante ocorreu, conforme o delegado, na cidade de Imperatriz, que registrou dez capturas. Já nas prisões por mandados, o destaque foi para Cururupu com seis preventivas cumpridas.

Na ocasião, segundo a delegada Kazumi Tanaka, a polícia fiscalizou a situação de 167 mulheres que possuem medidas protetivas vigentes no estado. Conforme Kazumi, as ações preventivas e repressivas tiveram como objetivo, além das prisões, continuar dando visibilidade e fortalecendo o enfrentamento da violência contra a mulher, o que também influencia na denúncia de vítimas que passam por esse tipo de situação.

Durante a operação, em alguns locais, também foram oferecidas palestras, realizadas panfletagens e distribuídas cestas básicas para mulheres em situação de vulnerabilidade.

Carregando