Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Reunião traça ordenamento turístico dos vendedores ambulantes do Centro Histórico de São Luís

No encontro foram discutidas formas de atuação para padronização de comerciantes informais.

Reunião de planejamento do ordenamento turístico dos vendedores ambulantes da Praia Grande. (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado do Turismo do Maranhão (Setur) e a Blitz Urbana realizaram, nessa terça-feira (03), uma reunião para traçar o planejamento do ordenamento turístico dos vendedores ambulantes que atuam na região da Praia Grande, Centro Histórico da capital. O objetivo é organizar e disciplinar o comércio informal nos espaços de grande visitação em São Luís.

No encontro foram discutidas formas de atuação para padronização de comerciantes informais, no perímetro que compreende a Praça Nauro Machado, e para a melhoria da qualidade das prestações de serviços desses trabalhadores aos turistas que visitam o espaço.

Entre as ações planejadas em conjunto está a adequação do local para visitação turística, regularização e padronização dos comerciantes informais, a retirada de vendedores não regularizados e que comercializam bebidas alcoólicas no local.

O secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, afirmou que a parceria com a Blitz Urbana irá trazer benefícios e contribuir para melhoria dos serviços turísticos, bem como, também, do comércio informal.

“Essa ação irá melhorar e fortalecer nosso atrativo turístico, além de trazer uma melhor experiência para quem visita o Centro Histórico. Da mesma forma, essa padronização das atividades do comércio informal na região irá trazer melhorias e qualidade dos serviços que esses comerciantes deverão prestar aos nossos visitantes”, destacou o secretário.

O superintendente de Qualificação Profissional da Setur, Fernando Campelo, revelou que a equipe técnica irá oferecer cursos de capacitação e de qualificação para os comerciantes informais da Praia Grande.

Para Jorcelsio Silva, coordenador de Comércio Informal da Blitz Urbana de São Luís, o ordenamento e a padronização do espaços turísticos do Centro Histórico é necessário tendo em vista que a desorganização do local tem contribuído e impactado negativamente o turismo da região.

“Em conjunto com a Setur iremos traçar algumas ações que possibilitem avanços na organização dos vendedores ambulantes daquela localidade. Não iremos prejudicar e nem desamparar aqueles trabalhadores que já estão ali diariamente garantindo seu sustento, mas iremos atuar para organizar esses comerciantes e a área para que esteja em conformidade para o conforto e satisfação do turista”, explicou o coordenador.

Carregando