Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Diversas possibilidades de ver a vida

O medo antecipativo cria uma película de proteção às vezes tão forte que é capaz de te deixar míope

Foto: Reprodução

Somos seres dotados de infinitas possibilidades. Há mais de trezentos trilhões de células em nosso corpo que são as unidades estruturais básicas do corpo e cada célula pode ser vista como uma consciência que armazena memórias.

Uma mensagem de ‘bom dia’ recebida pelo WhatsApp pode ser vista por uma profunda gratidão, quando você está de bem consigo, ou por uma profunda chateação quando você está sobrecarregado de demandas ou entre os extremos, outras nuances de possibilidades.

Projetamos nossa mente a experiências já vividas para nos proteger de um medo antecipativo de algo que foi vivido e sentido de forma negativa, despertando temor e reatividade.

O receio de reviver um conflito pode amedrontar a ponto de gerar bloqueios internos e externos, impedindo de experimentar novos sabores por medo de sofrer, decepcionar ou não gostar.

O medo antecipativo cria uma película de proteção às vezes tão forte que é capaz de te deixar míope, te distanciar de ti mesmo, bloquear o autoamor e não mais sentir a vida, apenas se proteger de tudo e de todos evoluindo para uma patologia diagnosticada como: maníaco-depressivo, transtorno de ansiedade, depressão, síndrome do pânico, entre outras patologias de fundo somato-emocional.

O que fazer diante desta percepção?

Cuidar das suas memórias, acolhendo, percebendo em uma postura de neutralidade e presença. Permita se abrir e enxergar além do ponto finito de possibilidades; permita colocar mais ‘vírgulas’ na sua história, pausar, silenciar, esvaziar e sorrir. Isso irá trazer resiliência e compaixão consigo e com os outros.

Compreenda, acolha, cuide, mas não se perca. Você é um ser de possibilidades infinitas. Vibre na força da luz que é você.

Patrícia Rabêlo Bogéa de Matos
Fisioterapeuta
Esp. Microfisioterapia, Leitura Biológica, Terapia Manual, Terapia Crânio Sacral e Psych-k

Carregando