Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Colégio Militar é inaugurado em Paço do Lumiar

Inscrições para matrículas na unidade serão abertas no próximo ano, com a publicação de edital

Colégio Militar 2 de Julho inaugurado em Paço do Lumiar (Foto: Handson Chagas)

Foi inaugurada, nessa terça-feira, 10, a nova unidade da escola administrada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), em Paço do Lumiar. A solenidade, no bairro Paranã, marcou a entrega do Colégio Militar 2 de Julho, 12ª escola da rede e que beneficiará estudantes do bairro e do município.

A estrutura da escola conta com 10 salas de aula, salas de jogos e leitura, laboratório de robótica e informática, banheiros com acessibilidade, biblioteca e outras dependências, para atender cerca de 500 alunos. É oferecido ensino regular do 1° ao 9° ano, nos turnos matutino e vespertino.

A professora Anádia Souza, que integra a equipe docente da escola, destacou “a satisfação da comunidade escolar e moradores, pela inauguração desta unidade que representa um presente pela qualidade do ensino, segurança pública e oportunidades que vão gerar aos estudantes”.

Inscrições para matrículas na unidade serão abertas no próximo ano, com a publicação de edital determinando os critérios do seletivo. Para este ano, se mantém o cumprimento do calendário em curso, estipulado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). O Colégio Militar 2 de Julho de Paço do Lumiar integra uma rede de escolas coordenadas pelo Corpo de Bombeiros, que está presente em mais 11 cidades, incluindo a capital.

O Colégio Militar está presente em São Luís (Vila Palmeira), São José de Ribamar (Parque Jair e Avenida João Alves Carneiro), Bacabeira, Timon, Santa Rita, Rosário (Centro e São Simão), Caxias, Arari, Barra do Corda e de Paço do Lumiar. São mais de 6,1 mil alunos alcançados pelas ações das unidades. “Além de somar na formação dos alunos, a escola, com suas estratégias e metodologia de ensino, tem proporcionado e se preocupado em transmitir conhecimento com base nos valores, tornando esses jovens cidadãos sociais conscientes”, reforça o coronel Célio Roberto de Araújo.

Carregando