Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Sampaio vence o Juventude no Alfredo Jaconi e entra no G4 da Série B

Destaque da partida, o atacante Caio Dantas marcou os três gols da vitória boliviana por 3×2, em Caxias do Sul.

Caio Dantas marcou os três gols da vitória boliviana (Foto: Lucas Almeida)

E no confronto direto pelo G4 da Série B deu Sampaio Corrêa, que desbancou o Juventude, em pleno Estádio Alfredo Jaconi, e somou três importantes pontos na competição.

Destaque da partida, o atacante Caio Dantas marcou os três gols da vitória boliviana por 3×2, e disparou na artilharia do campeonato, balançando as redes 13 vezes até agora.

O jogo

Os donos da casa iniciaram a partida pressionando a saída de bola, e criaram logo a primeira situação de perigo no primeiro minuto, mas Gustavo estava atento e fez a defesa.

O Juventude seguia tentando causar desconforto ao Sampaio, mas a equipe Tricolor apertou a marcação e não permitiu chegadas mais agudas do time gaúcho, que não encontrava espaços para marcar.

Aos poucos, o Sampaio começou a entrar no jogo, trocando passes e envolvendo o adversário, até Marcinho fazer um passe em profundidade para Roney, que dividiu com o goleiro, e a bola sobrou para Caio Dantas abrir o placar no Alfredo Jaconi.

Em desvantagem, o Juventude avançou as linhas para tentar igualar o confronto e chegou ao empate por meio de uma penalidade máxima, bem batida pelo cobrador.

O gol não abateu a Bolívia, que foi pra cima e marcou o segundo gol. O lateral Marlon recebeu na esquerda e cruzou na cabeça de Caio Dantas, que não perdoou e balançou as redes pela 12ª vez na Série B.

Em cobrança de falta, Marcinho disparou uma bomba e obrigou o goleiro adversário a se esticar todo para mandar a escanteio.

O Juventude utilizou o restante do primeiro tempo para tentar igualar a contagem, mas o Sampaio seguiu para o vestiário em vantagem.

A etapa final começou em ritmo acelerado, e o Sampaio asfixiou o Juventude em seu campo de defesa. A pressão resultou na marcação de um pênalti. Caio Dantas pegou a bola e cobrou no canto, sem chances para o goleiro. Terceiro gol da Bolívia, terceiro do artilheiro da Série B na partida.

A vantagem Tricolor aumentou, e o Juventude se viu obrigado a arriscar tudo para descontar o prejuízo. Após cabeçada no travessão, a equipe gaúcha marcou o segundo gol em jogada de impedimento, mas a arbitragem nada marcou.

O gol animou os donos da casa, que passaram a acreditar na igualdade e se arriscaram ao ataque, enquanto o Sampaio se defendia com eficiência, sem perder a tranquilidade em campo.

Em jogada de  contra-ataque, o Tricolor quase faz o quarto gol com Léo Costa, que chutou forte de fora da área, mas a bola passou rente à trave.

Com maturidade, sem se desesperar, o Sampaio prendeu a bola no campo de ataque, não permitindo que o Juventude exercesse pressão no fim do jogo, e foi assim que a vitória se materializou.

Na próxima terça-feira, o Sampaio Corrêa cumpre o jogo atrasado contra o Náutico, no Estádio do Castelão, e tem a chance de se consolidar mais ainda no G4.

Ficha Tricolor

Gustavo, Luís Gustavo© (Joazi), Joécio, Paulo Sérgio e Marlon; André Luiz, Vinícius Kiss (Ferreira) e Marcinho (Léo Costa); Roney (Gustavo Ramos), Robson Duarte e Caio Dantas (Jackson).

Carregando